12:16 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Crânio (imagem referencial)

    À beira da morte: estudo tenta revelar mistérios do 'outro lado' da vida

    CC0
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6163
    Nos siga no

    Estudo realizado por cientistas alemães, dinamarqueses e noruegueses indica que uma de cada dez pessoas passam pelas chamadas experiência de quase morte (EQM).

    Estas experiências místicas, que incluem sensações extracorpóreas, alucinações visuais ou auditivas, pensamento acelerado, distorção de tempo e outros sintomas físicos e espirituais, são comuns tanto em pessoas que passam por situações realmente mortais, como ataques cardíacos, acidentes de carro, afogamento ou combate, bem como entre aquelas que não estão à beira da morte, segundo estudo publicado pela revista MedicalXpress.

    Escavação mostra esqueleto de criança enterrado durante ritual no Peru, datado por volta de 1450
    Escavação mostra esqueleto de criança enterrado durante ritual no Peru, datado por volta de 1450

    Os pesquisadores entrevistaram 1.034 pessoas de 35 países, que foram selecionadas para colaborar com o estudo, indicando se alguma vez haviam passado por experiências de quase morte.

    Aqueles que responderam afirmativamente deram detalhes que foram avaliados na base da chamada escala Greyson, que mede as experiências de quase morte em função de 16 sintomas específicos.

    No total, 289 pessoas afirmaram ter passado pela EQM, sendo que 106 delas alcançaram o nível 7 na escala de Greyson, o que confirma uma experiência verdadeira.

    As experiências mais comuns foram a percepção desregrada do tempo (87%), pensamento acelerado (65%), intensidade excepcional dos sentidos (63%) e sensação de estar separado de seu corpo (53%).

    Além disso, 73% das pessoas definiram a EQM como desagradável, enquanto que 27% definiram como agradável.

    Mais:

    Estudo destrói um mito popular sobre civilização maia
    Milhares poderão morrer nos EUA se o aquecimento global não for travado, afirma estudo
    Nada de homem em Marte? Estudo sugere criação de bancos de esperma espaciais
    Tags:
    experiência, mistério, estudo, morte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar