10:57 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Equipe de segurança próximo a logo da Huawei durante lançamento do MateBook em Pequim.

    Empresa portuguesa negocia com Huawei para substituir Google

    © AP Photo / Mark Schiefelbein
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    17451

    A empresa portuguesa Aptoide é uma das maiores alternativas à Play Store da Google, contendo mais de 900 mil aplicativos e 200 milhões de usuários ativos.

    Com o desdobramento da guerra comercial entre EUA e China, o presidente norte-americano, Donald Trump, impôs que as empresas norte-americanas interrompam o fornecimento de seus serviços a empresas chinesas.

    Dessa maneira, a empresa portuguesa passou a negociar uma parceria com a Huawei, segundo Paulo Trezentos, diretor executivo da Aptoide, conforme o portal Tecmundo.

    Essa seria uma alternativa ao encerramento do suporte para Android nos dispositivos da gigante asiática, que não poderá mais utilizar a Play Store da Google.

    "Vemos esta notícia como uma oportunidade interessante de mercado para criar uma parceria com a Huawei e resolver este problema que surgiu para eles [...]", explicou Paulo Trezentos, destacando que ambas as empresas estão mantendo contato e mostrado interesse no acordo.

    A empresa Aptoide já trabalha com três dos maiores fabricantes chineses de smartphones, sendo eles a Xiaomi, Oppo e Vivo, segundo o portal Dinheiro Vivo.

    Em caso de acordo, a Aptoide poderia funcionar como app independente ou como base de conteúdo para a loja Huawei. Além disso, há a possibilidade de a empresa chinesa comprar a Aptoide como uma forma de expansão.

    Mais:

    EUA prolongam bloqueio contra Huawei por mais 90 dias
    EUA colocam Huawei e afiliadas em 'lista negra' do Departamento de Comércio
    França mantém planejamento para 5G mesmo após restrições americanas à Huawei
    Tags:
    guerra comercial, aplicativos, smartphone, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar