13:41 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Marte (imagem de arquivo)

    Google Mars pode ter registrado queda de OVNI em solo marciano, diz teórico (FOTOS, VÍDEO)

    © NASA .
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 43

    Conspiracionista afirma que um suposto OVNI foi avistado na superfície de Marte.

    O conspiracionista Scott Waring expôs uma série de afirmações controversas sobre uma estranha anomalia colorida detectada pelo Google Mars.

    "Esse é um OVNI que caiu em uma cratera em Marte. Isso realmente parece uma nave espacial com disco espesso, e é estranho que ninguém no Google tenha editado isso", afirmou Waring sobre um vídeo publicado no YouTube.

    Ele também indica que, ao girar a bússola, o objeto parece diferente, sendo possível observar marcas de fogo, sinais de que algo tenha se acidentado no local, sendo assim, Waring acredita ver uma borda na superfície do disco azul.

    Além disso, ele também especula que o OVNI seja uma nave espacial que possui crescimento biológico, pois suas bordas ásperas são semelhantes a algo cultivado organicamente, segundo o tabloide britânico Express.

    "Essa é uma das naves mais detalhadas que já vi", afirma Waring.

    Utilizando um software sofisticado de edição de fotos, é possível observar que a trilha mede aproximadamente dez quilômetros, enquanto que o OVNI possui um diâmetro de aproximadamente dois metros.

    Waring afirma que o objeto é semelhante a uma pedra azul, possivelmente devido ao gás congelado, entretanto, também poderia ser um meteorito congelado ou um asteroide acidentado.

    Apesar das declarações e demonstrações, ninguém está convencido se o objeto é, de fato, um OVNI.

    Mais:

    NASA revela colagem de FOTOS da lua de Marte que mais parece 'quebra-queixo' colorido
    Cientista da NASA afirma que existe vida em Marte
    Lar no Planeta Vermelho? NASA mostra 'casa' impressa em 3D para viver em Marte (FOTOS)
    Tags:
    Marte, superfície, teoria de conspiração, OVNI, planeta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar