09:38 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Grande Pirâmide de Gizé

    Achado único no Egito pode revelar segredo da Grande Pirâmide de Gizé

    CC0
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5222
    Nos siga no

    Em 1954, um grupo de arqueólogos egípcios descobriu um achado intrigante: vigas de madeira que pareciam ter sido cuidadosamente removidas em um poço perto da base da Grande Pirâmide de Gizé.

    A Grande Pirâmide de Gizé, também conhecida como a Pirâmide de Quéops (ou Khufu), é a mais antiga e maior das três pirâmides do complexo em Gizé do Egito. Foi outrora a mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, e agora é a única que resta. O segredo de como ela foi construída tem deixado os arqueólogos e cientistas perplexos.

    No entanto, podemos estar finalmente no limiar da resolução deste mistério. Durante o documentário "Grande Pirâmide do Egito: a Nova Evidência" do Canal 4, foi revelado como os arqueólogos estão começando a aprender mais sobre esta antiga civilização. O documentário de 2019 afirmou o seguinte: "A obtenção das 170.000 toneladas de calcário de alta qualidade para revestir a pirâmide foi o maior desafio de Khufu."

    De acordo com o documentário, elas só podiam ser extraídas de pedreiras distantes, em um lugar chamado Tora. "Nunca ninguém soube ao certo quanta pedra foi trazida para Gizé para completar a construção em pouco mais de um quarto de século." A série fez então a referência a um achado feito por uma equipe de arqueólogos em 1954.

    Mas agora novas evidências estão revelando que Khufu apenas pôde ter conseguido isso com uma frota de barcos especialmente construídos e marinheiros altamente treinados. Em um poço perto da base da pirâmide, um grupo de cientistas egípcios descobriu uma série de vigas de madeira cuidadosamente desmontadas. Na época, a descoberta pouco fez para iluminar os segredos da pirâmide.

    Entretanto, os avanços modernos na tecnologia permitiram que os cientistas determinassem que as vigas eram os restos de um barco desmontado. O documentário acrescentou: "Hoje, ao pé da pirâmide, um achado único está iluminando essa teoria". Esses pedaços de madeira são na verdade um barco desmontado — um navio cerimonial que Khufu comandaria na vida após a morte.

    O achado oferece aos pesquisadores uma visão única sobre as embarcações que estavam em uso naquele período de tempo. Eissa Zidan, que supervisionou o projeto, acredita que este barco particular pode ter pertencido mesmo ao próprio grande faraó. "De acordo com nossa análise, este é um resultado de 2.600 a.C.", disse ele.

    "Este é o mesmo período das pirâmides de Khufu, então sabemos que este é o barco do rei Khufu", disse Zidan, acrescentando que este é atualmente o projeto arqueológico número um, não só no Egito, mas no mundo também. Em outros achados recentes, arqueólogos descobriram estátuas excepcionalmente bem preservadas e sarcófagos feitos de calcário de alta qualidade em um cemitério recém-descoberto perto das pirâmides de Gizé. De acordo com os estudiosos, um dos túmulos mais antigos remonta a 2.500 a.C.

    De acordo com as inscrições, o túmulo antigo contém os restos mumificados de dois homens — um sacerdote e um funcionário — que alegadamente viveram na época dos construtores das primeiras pirâmides. A maioria dos historiadores acredita que a Grande Pirâmide de Gizé foi construída durante um período de mais de 20 anos para o faraó Khufu, que foi enterrado em uma tumba no seu interior.

    Algo que sempre deixou os leigos e os cientistas perplexos é como uma antiga civilização que data de cerca de 2500 a.C. foi capaz de transportar seis milhões de toneladas de blocos de pedra para o local e depois montá-los para produzir uma estrutura tão grandiosa. Passo a passo, camadas de mistério são reveladas pela pesquisa moderna e pela tecnologia empolgante.

    Mais:

    Pirâmide repleta de passagens secretas é descoberta no Egito
    Câmara secreta: pesquisadores descobrem cavidade misteriosa na Grande Pirâmide egípcia
    'Pirâmide' descoberta na Indonésia pode ser a mais antiga do mundo
    Tags:
    arqueologia, segredo, pirâmide, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar