12:22 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Foguete chinês Longa Marcha portando a nave espacial Shenzhou-11 no centro de lançamento de Jiuquan, na China, 10 de outubro de 2016

    Pequim planeja construir base no polo sul da Lua

    © REUTERS / Stringer
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6280

    Há já algum tempo que a China tem vindo a desempenhar um papel significativo na corrida lunar internacional, canalizando impressionantes somas orçamentais para esta indústria, a fim de acompanhar os EUA.

    Estes, por seu turno, anunciaram recentemente o objectivo de voltar a enviar uma missão tripulada à Lua, quatro décadas após as missões Apollo.

    Com isso, a China tem o ambicioso objetivo de construir uma estação de pesquisa científica no polo sul da Lua em cerca de 10 anos, segundo o chefe da Administração Espacial Nacional da China (CSNA), Xhang Kejian.

    As primeiras partes da estação projetada devem ser colocadas em órbita a bordo do novo foguete Long March 5B no primeiro semestre de 2020, enquanto a Estação Espacial Internacional está chegando ao fim de sua vida científica funcional e não há evidências de que os EUA iniciarão uma cooperação com a China em termos de missões espaciais conjuntas.

    Marcas deixadas pelo rover chinês Yutu-2 na superfície da lua
    © Foto : Programa Chinês de Exploração Lunar/ Administração Espacial Nacional da China
    Os detalhes sobre os objetivos lunares a longo prazo da China ainda não foram divulgados, mas a CSNA já deu alguns passos decisivos em relação à exploração espacial: por exemplo, o lançamento bem-sucedido da Change 4 e seu pouso no lado escuro da Lua.

    Além disso, Kejian também anunciou que em 2019 a sonda Change-5 tentará aterrissar na Lua e colher amostras para futuras pesquisas, conforme a agência de notícias Xinhua.

    Recentemente, a China anunciou o envio de astronautas para duas estações espaciais temporárias, a Tiangong-1 e a Tiangong-2, enquanto uma nova estação permanente deve começar a operar nos próximos anos.

    Ultimamente a China está fazendo grandes investimentos na exploração espacial, ficando em segundo lugar na lista dos países que mais gastam com o espaço, atrás apenas dos EUA.

    Mais:

    Rover lunar chinês estuda pedras no lado oculto da Lua
    Sonda chinesa Chang'e 4 e rover lunar 'adormecem' no lado oculto da Lua
    Perspectiva rara: Terra e lado oculto da Lua são capturados juntos em FOTO fascinante
    Tags:
    corrida espacial, base espacial, missão espacial, lua, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar