15:52 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Imagem artística do antigo predador Simbakubwa kutokaafrika, o gigantesco mamífero carnívoro que viveu há 22 milhões de anos na África

    'Grande leão africano': fóssil de um dos maiores mamíferos carnívoros é achado (FOTOS)

    © AFP 2019 / Universidade de Ohio/ Mauricio Anton
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    7220

    Uma nova espécie de mamífero carnívora, chamada de Simbakubwa kutokaafrika, foi encontrada recentemente por paleontólogos.

    Vários fósseis deste animal, que habitava a África há cerca de 22 milhões de anos, estavam guardados nos Museus Nacionais do Quênia, tendo sido escavados na década de 80, mas nunca haviam sido examinados de perto até recentemente.

    A espécie foi considerada pelos pesquisadores como sendo um dos maiores mamíferos terrestres e recebeu o nome de Simbakubwa, que significa "grande leão africano" em suaíli, e era sete vezes maior que os leões atuais.

    "A maioria dos espécimes que eu estudei são relativamente pequenos, por isso você pode imaginar a minha surpresa quando abri uma gaveta [do museu] que ainda não tinha sido examinada, e vi aqueles os enormes dentes reluzindo para mim", disse a coautora e bióloga Nancy Stevens, da Universidade de Ohio, nos EUA.

    Paleontólogo Matthew Borths segurando a mandíbula do antigo predador Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais foram encontrados no Quênia
    Paleontólogo Matthew Borths segurando a mandíbula do antigo predador Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais foram encontrados no Quênia
    Esse enorme e temível predador que vagueou pelo planeta milhões de anos atrás podia pesar até 1.500 kg e medir cerca de 2,5 metros de comprimento. Ele tinha um crânio do tamanho de um rinoceronte e dentes caninos de 20 centímetros de comprimento para rasgar a carne em pedaços, segundo o estudo publicado na quinta-feira (18) no Journal of Vertebrate Paleontology.

    Mandíbula fóssil do antigo mamífero carnívoro Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais se encontram nos Museus Nacionais do Quênia
    Mandíbula fóssil do antigo mamífero carnívoro Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais se encontram nos Museus Nacionais do Quênia
    O animal pertencia ao grupo dos hienodontes, que eram mamíferos carnívoros que apareceram há cerca de 62 milhões de anos — quatro milhões de anos após a extinção dos dinossauros  — e foram extintos há cerca de nove milhões de anos.

    "À primeira vista, poderia se parecer com uma hiena gigante ou um lobo de cauda comprida com uma cabeça que era um pouco grande demais para o seu corpo. Imagino algo como os wargs do Senhor dos Anéis", explicou o paleontólogo Matthew Borths.

    Mandíbula do antigo predador Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais se encontram no Quênia, África
    Mandíbula do antigo predador Simbakubwa kutokaafrika, cujos restos mortais se encontram no Quênia, África
    Borths adiciona que o animal não era capaz de realizar longas corridas devido à estrutura de suas patas.

    "Carnívoros com esta postura tendem a caçar como os tigres [os chamados predadores de emboscada] em vez de perseguirem as presas como os lobos", finalizou.

    Mais:

    'Tremores obscuros': descoberto fenômeno incomum que ocorre à noite na Antártica
    Esqueleto humano com crânio 'alienígena' é descoberto na Rússia (FOTO, VÍDEO)
    Grande como elefante: descoberto ancestral colossal dos mamíferos na Polônia
    Tags:
    mamíferos, leão, fóssil, Quênia, África
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar