11:29 17 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Sonda TESS da NASA na frente de um planeta de lava que orbita sua estrela (imagem ilustrativa)

    NASA encontra 1° mundo do tamanho do nosso e 'potencialmente habitável'

    © NASA .
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1191
    Nos siga no

    Caçador de planetas da NASA encontrou um mundo do tamanho da Terra em um sistema estelar a 53 anos-luz do nosso Sistema Solar.

    O fato ocorreu poucos dias depois de o estudo, publicado pela The Astrophysical Journal Letters, apontar a possibilidade de haver vida em quatro exoplanetas próximos.

    Esse é o primeiro planeta do tamanho da Terra encontrado pelo satélite TESS — que busca exoplanetas — da NASA. O planeta foi encontrado orbitando uma estrela, juntamente com um planeta muito maior e quente, menor do que Netuno.

    "É um marco para o TESS", afirmou Diana Dragomir, exoplanetóloga do Instituto Kavli MIT e líder do estudo intitulado "TESS entrega o seu primeiro planeta do tamanho da Terra e um sub-Netuno quente", enfatizando que a descoberta esboça um caminho para encontrar planetas menores em torno de estrelas menores, e que esses planetas "podem ser habitáveis".

    Asteroide Bennu
    © AP Photo / NASA/Goddard/Universidade do Arizona
    Com uma órbita que dura aproximadamente 36 dias para se completar, o sub-Netuno, HD 21749b, possui a órbita mais duradoura de todas as descobertas pelo TESS. Prevê-se que a maioria dos planetas, que vão ser encontrados durante a missão, venha a ter períodos orbitáveis de aproximadamente 10 dias, conforme publicação da Forbes

    A estrela anfitriã do planeta possui aproximadamente 80% da massa do nosso Sol e está localizada há aproximadamente 53 anos-luz da Terra. Além disso, o HD 21749b tem aproximadamente 23 vezes a massa da Terra e um raio 2,7 vezes o da Terra.

    A densidade do planeta indica que ele possui uma atmosfera substancial, entretanto, não é rochosa, o que pode facilitar o entendimento da composição e evolução das atmosferas mais frias do planeta sub-Netuno.

    Contudo, o planeta não está sozinho, ele está acompanhado pelo HD 21749c, que leva aproximadamente oito dias para orbitar a estrela anfitriã. Além disso, ele é menor, tendo um tamanho similar ao da Terra.

    Graças ao TESS, os pesquisadores poderão medir as massas, composições atmosféricas e outras propriedades de diversos outros exoplanetas menores, oferecendo uma grande oportunidade de aprender mais sobre diversidade e semelhanças com os planetas do nosso Sistema Solar.

    "Medir a massa e a composição exata de um planeta tão pequeno será difícil, porém, o importante é comparar o HD 21749c com a Terra", afirmou Jeff Crane and Sharon Wang, astrônomo do Instituto Carnegie.

    Dragomir afirma que a equipe espera encontrar diversos planetas do mesmo tamanho da Terra e que esta descoberta é um marco para o TESS, já que estabelece o "caminho para encontrar planetas menores ao redor de estrelas, e esses planetas podem potencialmente ser habitáveis".

    Estima-se que o satélite TESS encontre mais de 20.000 exoplanetas, e a equipe de pesquisadores espera que muitos desses exoplanetas sejam do tamanho da Terra.

    Mais:

    Robô da NASA captura eclipses solares em Marte (VÍDEO)
    FOTO capturada pela NASA mostra redemoinho boreal no Canadá
    'Autodestruição rara': NASA grava asteroide se desfazendo no espaço (FOTO)
    Tags:
    planeta, estrela anã, missão, descoberta, NASA, Universo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar