00:56 26 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Espaçonave japonesa Hayabusa-2

    Sonda japonesa se prepara para 'bombardear' asteroide Ryugu

    © Foto : JAXA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    240

    A sonda japonesa Hayabusa-2 está se reaproximando do asteroide Ryugu, e lançará uma bomba de 15 quilos no corpo celeste, para coleta de amostras "limpas" da matéria primária do Sistema Solar e revelação dos mecanismos de formação de crateras em pequenos corpos celestes, relata JAXA.

    Hoje, os pilotos e a equipe de pesquisa da missão estão concluindo a segunda fase do "bombardeio" do asteroide — uma bomba bastante pesada, de uns 15 quilos, será lançada na superfície do corpo celeste. O dispositivo explosivo contém 4,5 quilos de HMX e é projetado para que toda a força seja direcionada para baixo, em direção à superfície do asteroide.

    De acordo com os planos atuais da JAXA, a bomba se soltará da sonda a uma altitude de cerca de 500 metros, ligará os motores e acelerará antes de colidir com a superfície do asteroide. Neste momento, a Hayabusa-2 irá se afastar do corpo celeste, sem alterar a altitude, e fotografará a explosão, observando-a "de lado".

    A missão espera que a detonação ocasione formação de uma cratera suficientemente profunda na superfície de Ryugu e jogue parte do material de camadas inferiores do solo para o espaço, onde será capturada pela Hayabusa-2.

    A localização proposta para esta operação, a Zona S01, está nas proximidades da linha do equador do asteroide. As primeiras fotografias desta região foram obtidas no final de março e possibilitaram que pesquisadores escolhessem o ponto ideal para se aproximar de Ryugu e lançar o "pacote explosivo", chamado de L12.

    De acordo com os cálculos atuais da equipe científica da Hayabusy-2, o momento importante acontecerá às 11h13 (horário de Brasília) do dia 4 de abril. Semelhantes ao primeiro bombardeio do asteroide, todas as operações relacionadas serão executadas automaticamente, e os astrônomos saberão os resultados muito mais tarde, quando a sonda voltar para órbita alta.

    Para fazer isso, os pilotos da missão desenvolveram uma trajetória de voo extremamente incomum e alongada para que o Hayabusa-2 veja o momento da explosão e evite colisões com destroços de asteroides.

    Para os pesquisadores da missão, um "bombardeio" bem-sucedido será o fim de todas as "escavações" no asteroide Ryugu. Ao mesmo tempo, eles não excluem a possibilidade de que o aparelho possa efetuar posteriormente outra abordagem na superfície do asteroide para coletar amostras do corpo celeste, se o procedimento for considerado suficientemente seguro.

    Mais:

    Sonda japonesa mostra como 'bombardeia' asteroide Ryugu (VÍDEO)
    Sonda japonesa já está no asteroide Ryugu para desvendar origem do Sistema Solar (FOTOS)
    Sonda japonesa inicia aterrissagem no asteroide Ryugu
    Tags:
    corpo celeste, amostras, pacote, explosivo, asteroide, bombardeio, JAXA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar