09:17 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1120
    Nos siga no

    Durante as investigações de um naufrágio no mar da Arábia, perto de Omã, mergulhadores descobriram um disco de metal pouco comum que provou ser o astrolábio náutico mais antigo de que há conhecimento, segundo as informações dos investigadores britânicos.

    O instrumento de navegação, que foi encontrado no local de naufrágio de um dos navios da armada portuguesa durante a segunda viagem à Índia (1502-1503) do explorador Vasco da Gama.Após terem analisado as decorações do artefato, os pesquisadores sugerem que este objeto era usado já em 1496.

    O astrolábio contém a gravura do brasão de armas do reino de Portugal com uma esfera armilar, que está associada ao rei Manuel I de Portugal que reinou entre 1495 até 1521.

    O objeto tem 175 milímetros de diâmetro e pesa 344 gramas, de acordo com o relatório da equipa de investigadores.

    Astrolábio náutico é um instrumento usado pelos marinheiros durante as viagens para medir a altura do Sol e calcular assim a latitude do sítio onde se encontravam. Só um outro destes artefatos de disco sólido foi encontrado, mas sua autenticidade e datação não foram provadas.

    Dos 104 astrolábios encontrados até agora, esta descoberta considera-se não só a mais antiga, mas também a única decorada com símbolos nacionais, afirmam os investigadores.

    Mais:

    Encontrado submarino da 'frota perdida' de Hitler da 2ª Guerra Mundial (VÍDEO)
    Encontrados destroços do 1º navio que Japão perdeu na Segunda Guerra Mundial (FOTOS)
    Tags:
    artefato, naufrágio, Omã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar