06:33 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Asteroide se aproximando da Terra (imagem referencial)

    Astrônomos reposicionam asteroide gigante na lista de chance de impacto com Terra

    © Fotolia / AND Inc
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    14133
    Nos siga no

    A análise inicial da órbita do asteroide pareceu mostrar uma pequena possibilidade de impacto em 2025.

    Recentemente, astrônomos descobriram um asteroide próximo da Terra. O objeto espacial até o momento é desconhecido, foi batizado de 2019 CE4 e possui um diâmetro de aproximadamente um quilômetro.

    Sendo assim, o asteroide é aproximadamente 50 vezes maior do que o meteorito que fez explodir diversas janelas ao entrar na atmosfera sobre a cidade russa de Chelyabinsk, em 2013.

    Depois de o 2019 CE4 ser observado pela primeira vez, ele foi colocado por um tempo no topo da lista de riscos dos Objetos Próximos à Terra (NEO) da Agência Espacial Europeia (ESA).

    "A falta de classificação se deve principalmente ao seu grande tamanho, pois a probabilidade de impacto sempre se manteve em menos de 1 em 2 milhões", explica o último boletim do Centro de Coordenação dos NEO da ESA.

    A análise inicial da órbita do asteroide apresentou uma pequena possibilidade de impacto em 2025, porém as observações posteriores descartaram um impacto entre a data presente e 2065.

    A possibilidade de uma colisão nesse ponto segue sendo de menos de uma em um milhão, segundo a ESA. Ou seja, o 2019 CE4 caiu na lista de riscos.

    Além disso, as rochas espaciais da parte superior da lista de riscos realmente não possuem muitas possibilidades reais de impactar com a Terra.

    No caso do 2006QV89, um asteroide de 40 metros de diâmetro, que poderia se aproximar do nosso planeta em 9 de setembro, possui uma possibilidade real de impacto de menos de uma em 11.000.

    Mais:

    Cientistas dão alerta sobre milhões de buracos negros mortais em torno do Universo
    Pistas sobre evolução do Universo vêm à tona graças ao Observatório SOFIA
    'Maiores enigmas da astrofísica': cientistas encontram parte 'faltante' do Universo
    Tags:
    estudo, impacto, risco de colisão, colisão, asteroide, Universo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar