17:43 15 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Esqueletos de criança e de espécies de camelídeos enterrados durante rituais de sacrifício no Peru, datado do século XV

    O que se sabe até agora sobre maior ritual de sacrifício em crianças das Américas? (FOTOS)

    CC BY 4.0 / © 2019 Prieto et al. / PLOS
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2122

    O genocídio, datado do século XV, foi cometido no Peru e incluiu mais de cem crianças com idades entre 5 a 14 anos, bem como animais.

    Os resultados das escavações e dos estudos sobre o maior sacrifício maciço de crianças e camelídeos foram apresentados pela equipe de pesquisadores liderada por Gabriel Prieto, da Universidade Nacional de Trujillo, no Peru.

    A pesquisa completa desse massacre, datado por radiocarbono de aproximadamente 1450 e jamais antes registrado na história do continente americano, pode ser lida na revista Plos One.

    Os vestígios do ritual de morte ritual de 140 crianças e mais de 200 camelídeos (lamas, alpacas, guanacos, etc.) foram encontrados no local conhecido como Huanchaquito-Las Llamas, na província peruana de Trujillo, pertencente na época à cultura pré-colombiana Chimu, que dominou a costa norte e central do Peru naquele século, segundo o portal Phys.org.

    Escavação mostra esqueleto de criança enterrado durante ritual no Peru, datado por volta de 1450
    Escavação mostra esqueleto de criança enterrado durante ritual no Peru, datado por volta de 1450
    Durante as escavações, realizadas entre 2011 e 2016, foram encontrados centenas de esqueletos de corpos humanos e animais enterrados em uma área de 700 m2, onde foram identificados restos mortais de crianças entre 5 e 14 anos. Os arqueólogos também determinaram que os vestígios dos animais achados, igualmente jovens, eram de possíveis lamas ou alpacas.

    Esqueletos de crianças e de espécies de camelídeos enterrados para rituais no Peru, datado do século XV
    Esqueletos de crianças e de espécies de camelídeos enterrados para rituais no Peru, datado do século XV
    Marcas de cortes na caixa torácica e deslocamentos das costelas sugerem que tanto as crianças quanto os animais podem ter tido seus peitos abertos para uma possível extração do coração com parte de um ritual.

    Devido à espessa camada de lama que cobria os sedimentos do enterro, sugere-se que o genocídio tenha sido motivado ou inspirado por uma grande tempestade ou inundação.

    "Esta descoberta arqueológica foi uma surpresa para todos nós: não tínhamos visto nada parecido antes, e não havia nenhuma sugestão de fontes etno-históricas ou relatos históricos de sacrifícios de crianças ou camelídeos nesta escala na costa norte do Peru", disse John Verano, um dos coautores do estudo.

    "Este local abre um novo capítulo sobre a prática do sacrifício infantil no mundo antigo", concluiu.

    Até então, o maior sacrifício ritual de crianças de que havia evidências é o de 42 vítimas feito em um templo da cidade asteca de Tenochtitlán, que hoje é a Cidade do México.

    Mais:

    Exposto esqueleto de crocodilo que habitava a Patagônia há 70 milhões de anos (VÍDEO)
    Esqueleto humano com crânio 'alienígena' é descoberto na Rússia (FOTO, VÍDEO)
    Arqueólogos argentinos encontram esqueleto de mamífero extinto há 8.000 anos (FOTOS)
    Urso de estimação devora caçador, deixando apenas 'restos de esqueleto' na Rússia
    Tags:
    restos mortais, esqueleto, crianças, sacrifícios, massacre, América do Sul, América, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar