14:51 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Cintilação inexplicável da estrela KIC 8462852

    Estrela com 'megaestrutura alienígena' é examinada para detectar sinais de vida

    © NASA. NASA, JPL-Caltech
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    181

    A estrela KIC 8462852, situada na constelação de Cisne a cerca de 1.470 anos-luz da Terra, atrai os astrônomos profissionais e amadores pelas mudanças irregulares no seu brilho, que poderiam ser causadas por uma megaestrutura alienígena bloquear as ondas da luz de serem emitidas para fora da galáxia.

    Uma equipe de astrônomos dos EUA, Países Baixos, Austrália e Grécia realizou uma investigação da estrela misteriosa KIC 8462852, também conhecida como Estrela WTF, em uma tentativa de entender as causas das flutuações insólitas no seu brilho.

    O objeto celeste foi analisado em busca de vestígios de radiação laser de mais de 24 megawatts, o limite menor da luz laser detectável pelo Observatório Lick, Califórnia, em uma tentativa de encontrar vida alienígena.

    Segundo os investigadores, mais de 24 megawatts é o nível de tecnologia laser disponível para a humanidade. Se uma civilização alienígena avançada existir na KIC 8462852 e tiver lasers, os cientistas poderão detectar o seu uso.

    Tendo criado um algoritmo e realizado uma "análise pixel por pixel de cada espectro para identificar linhas de emissões não resolvidas espacialmente que atendem aos critérios de um sinal de laser artificial", os astrônomos identificaram 58 sinais que poderiam pertencer a civilizações alienígenas. Deles 53 foram rapidamente descartados como falsos positivos.

    Os restantes 5 candidatos "podem ser explicados por impactos de raios cósmicos, linhas de emissões estelares ou de emissões de brilho de ar atmosférico", segundo os pesquisadores.

    Os astrônomos descobriram que os sinais provavelmente não seriam emitidos por criaturas alienígenas. Porém, eles acrescentaram que o seu estudo ajudou criar bases para as pesquisas seguintes de caraterísticas estranhas associadas a tecnologias alienígenas.

    "Espera-se que os sinais de laser extraterrestres tenham uma natureza transitória, por causa do movimento relativo do emissor em relação à Terra e os prováveis casos de uso de laser de alta potência (por exemplo, comunicação, lançamento de espaçonaves, objetivos militares). Para maximizar a possibilidade de detectar sinais de laser extraterrestres, uma variedade de estrelas, localizadas principalmente perto do Sol, deveriam ser observadas e o seu espectro teria de ser investigado para detectar linhas de laser", concluíram os astrônomos.

    Mais:

    Asteroide eclipsará estrela mais brilhante do céu noturno na América Latina hoje à noite
    Astrônomos registram 'explosão mortífera' em estrela vizinha
    FOTO mostra últimos momentos de estrela sendo 'devorada' por buraco negro
    NASA capta FOTO de estrela 200 vezes maior que o Sol
    Tags:
    radiação, laser, astronomia, vida, alienígenas, estrelas, EUA, Espaço
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar