09:45 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Marte (foto de arquivo)

    Magma aquecendo lago? Pesquisadores teorizam sobre Marte estar vulcanicamente ativo

    CC BY 2.0 / Kevin Gill / Mars
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    221
    Nos siga no

    Lago líquido em Marte seria evidência de que o Planeta Vermelho passou mais tempo ativo vulcanicamente do que imaginado.

    No ano passado, obtivemos grandes notícias sobre o Planeta Vermelho, onde um grande lago de água em estado líquido teria sido encontrado abaixo do gelo localizado no polo sul marciano.

    Com base nesta descoberta, um novo estudo examinou como isso teria ocorrido no local, concluindo que possivelmente há um aquecimento abaixo da superfície.

    Para que isso ocorresse, Marte teria tido alguma atividade vulcânica recente, inclusive, a atividade ainda pode estar ativa, conforme publicação do portal American Geophysical Union.

    Na ocasião, o lago com água líquida foi descoberto através da utilização de radares a bordo da sonda Mars Express, apontando que o lago líquido está a 1,5 km abaixo do gelo sólido e possui uma extensão de 20 km.

    Além disso, é possível que um valor elevado de sódio, magnésio e sal de cálcio esteja sendo dissolvido no lago, mantendo seu estado líquido a baixas temperaturas.

    Contudo, o novo estudo sugere que somente o sal não pode ser o único responsável por esse acontecimento e que deva haver alguma fonte de aquecimento que contribui para a formação do lago, assim como na Terra, onde a água em estado líquido abaixo de camadas de gelo é consequência do aquecimento gerado a partir do magma abaixo da crosta.

    Diversas observações mostraram que Marte já foi um dia vulcanicamente ativo. Além disso, pesquisadores calcularam que para o lago com as dimensões apresentadas e presente até hoje no local, a atividade vulcânica em Marte deva estar presente há aproximadamente 300.000 anos.

    "Isso insinuaria que ainda há um magma ativo no processo de formação no interior de Marte e isso não é apenas um frio ou tipo de lugar morto, internamente", afirma Ali Bransom, coautor do estudo.

    Pesquisadores estão trabalhando para determinar as condições necessárias para a existência de água no Planeta Vermelho.

    Caso a existência de água em Marte seja confirmada, isso poderá ajudar a reduzir os dispositivos que os astronautas precisariam utilizar em missões futuras, além de alterar nossas expectativas sobre as chances de vida extraterrestre em Marte ou em qualquer outro planeta.

    Bransom acredita que, caso haja vida, os organismos estariam protegidos da radiação, abaixo da superfície.

    Além disso, ele cita que, se o processo magmático estiver ativo, haveria uma probabilidade maior de encontrar água em Marte, ao invés de vida, entretanto, não exclui nenhuma possibilidade.

    Mais:

    Descoberta nova aplicação da sonda Curiosity depois de 6 anos de missão em Marte
    NASA divulga VÍDEO de 'tarde suave em Marte' gravado por sonda espacial
    Corrida a Marte: quem já colonizou o Planeta Vermelho?
    Tags:
    vida extraterrestre, água, vida, pesquisa, estudo, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar