23:41 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Enorme ilha de gelo se desprendeu da geleira Petermann, no noroeste da Groenlândia, em julho de 2012

    Cientistas se alarmam com chance de desprendimento de novo iceberg da Groenlândia (FOTO)

    © Foto: NASA Earth Observatory/Jesse Allen/Robert Simmon
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    170

    Uma fenda de 1.295 km² foi descoberta por cientistas na geleira Petermann, no extremo noroeste da Groenlândia, que poderia causar o aparecimento de outro grande iceberg.

    A taxa de fluxo das geleiras dos fiordes (golfo encurvado e profundo que se situa entre montanhas muito altas e íngremes) aumentou 10% em relação às fraturas de 2012, ano em que começou a surgir novas fissuras. Devido a isso, se uma nova quebra ocorrer, esse movimento na direção ao oceano poderia ser ainda mais rápido.

    Estendida por 70 km no fiorde de Petermann, a língua de gelo (formação que ocorre quando uma geleira se move muito rapidamente para dentro do oceano) possui de 15 a 20 km de largura. Já as rachaduras estão localizadas a 12 km da borda da geleira, segundo a revista científica Journal of Geophysical Research.

    Glaciologistas do Instituto Alfred Wegener do Centro Helmholtz de Pesquisa Polar e Marinha (AWI), na Alemanha, através de imagens de satélite recolhidas nos últimos dez anos, detalharam que a geleira registrava uma velocidade de fluxo de "1.135 metros por ano no inverno de 2016".

    Enorme ilha de gelo está se soltando da geleira Peterman, no noroeste da Groenlândia
    © Foto : ASTER; Sentinel-2
    Enorme ilha de gelo está se soltando da geleira Peterman, no noroeste da Groenlândia

    Essa velocidade representa uma "aceleração de aproximadamente 10% em comparação ao inverno de 2011", que poderia ter sido causada pela perda de um iceberg em agosto de 2012, de acordo com os cientistas.

    Durante rumo ao mar, a geleira esfrega as "paredes rochosas" do fiorde, de modo que se um iceberg fosse desprendido, "o comprimento total da língua" e a superfície de fricção seria reduzida, o que faria com que "a geleira começasse a fluir mais rápido", explica o autor de estudo, Martin Ruckamp.

    Se ocorrer novos deslizamentos, isso resultará em uma aceleração parecida à já experimentada, e se isso acontecer, a língua de gelo "se afastará consideravelmente e o efeito estabilizador da rocha diminuirá ainda mais", concluíram cientistas.

    Mais:

    Pesquisadores revelam por que vikings chamavam a Groenlândia de 'Terra Verde'
    'Chave para o futuro': cientistas fazem descoberta preocupante na geleira da Groenlândia
    Descoberta cratera imensa de 31 quilômetros de largura na Groenlândia (VÍDEO)
    Por que interesse chinês por petróleo da Groenlândia inquieta EUA e Dinamarca?
    Tags:
    rachadura, geleira, iceberg, gelo, Groenlândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar