04:49 18 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Desenho da sonda Kepler

    Confira infinidade da nossa galáxia nas últimas FOTOS do telescópio Kepler

    © NASA . Kepler mission/Wendy Stenzel
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 72

    Os especialistas da NASA terminaram a decifração e processamento das últimas imagens obtidas pelo telescópio Kepler pouco antes de se esgotarem as suas reservas de combustível a bordo e o aparelho perder contato com a Terra.

    "Estas últimas imagens, recebidas em 25 de setembro do ano passado, representam a página final do último capítulo da marcante viagem de recolha de dados de Kepler" durante os 9 anos e meio em que o Kepler descobriu mais de 2.600 mundos fora do Sistema Solar e provou que na nossa galáxia havia mais planetas que estrelas, segundo o comunicado da NASA.

    Última foto feita pelo telescópio Kepler antes de se desligar
    © Foto : NASA/Ames Research Center
    Última foto feita pelo telescópio Kepler antes de se desligar
     

    As lacunas enegrecidas no centro e ao longo do topo da imagem são resultado de falhas randômicas em câmeras. Graças ao design modular, as perdas não prejudicaram a visão geral.

    Naquele tempo o Kepler estava olhando para a constelação Aquarius, onde existe o sistema planetário TRAPPIST-1 em que habitam sete "primas" da Terra. As três superterras da estrela GJ 9827 podem se tornar os primeiros mundos cujas atmosferas serão examinadas diretamente pela humanidade.

    Vale destacar que o telescópio TESS, herdeiro oficial do Kepler, estava olhando para a mesma parte dessa constelação nos últimos momentos da vida do seu antecessor. Os especialistas da NASA esperam que a comparação das suas imagens possa permitir descobrir novas caraterísticas de planetas já conhecidos nessa parte da Via Láctea.

    O telescópio Kepler foi lançado em 2009 para observar simultaneamente milhões de estrelas nos arredores da galáxia. Naquele tempo a humanidade conhecia apenas algumas dezenas de exoplanetas. Graças ao Kepler e a outros telescópios seu número se está aproximando dos 4.000.

    Em maio de 2013 o telescópio avariou, mas passado um ano os especialistas da NASA encontraram um modo de continuar seu funcionamento no âmbito da missão K2. Depois da "ressuscitação" o aparelho observou diferentes trechos do céu, o que exigiu sua movimentação e gastou muito combustível.

    Em setembro de 2018 a NASA decidiu desligar o telescópio e levá-lo para uma órbita segura. Como resultado, o Kepler perdeu contato com a Terra e acabou oficialmente o seu trabalho no espaço. Porém, os dados recebidos serão examinados e analisados ainda durante vários anos.

    Mais:

    Sonda da NASA instala 1º instrumento que estudará núcleo do Planeta Vermelho
    Risco para planeta? NASA posta FOTO de enorme cavidade sob geleira da Antártica
    Satélite da NASA pôde ter captado sem querer avião do voo MH370 perdido no oceano (VÍDEO)
    ESA publica FOTO de rio seco em Marte
    Descoberta nova aplicação da sonda Curiosity depois de 6 anos de missão em Marte
    Tags:
    descoberta, galáxia, constelação, fotos, telescópio Kepler, NASA, Espaço