22:02 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Vulcão em erupção nas Ilhas Aleutas, Alasca (foto ilustrativa)

    Entenda por que vulcões russos representam ameaça para Terra

    © flickr.com/ NASA's Marshall Space Flight Center
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    480

    Um grupo internacional de cientistas descobriu que as erupções de vulcões do hemisfério norte, inclusive no território da Rússia, exercem uma influência maior sobre o clima do planeta do que se pensava antes, comunicou o portal EurekAlert!

    Sabe-se que as erupções de vulcões extratropicais ativos, tais como Kasatochi, no Alasca, e Sarychev, na Rússia, injetam enxofre na estratosfera inferior, mas o seu impacto no clima tem sido fraco e de curta duração, de acordo com estudos prévios.

    Anteriormente, os cientistas consideravam que os vulcões localizados nas latitudes tropicais exerciam uma influência mais forte na atmosfera terrestre porque nas condições de clima quente o enxofre se afastava mais lentamente da estratosfera.

    Porém, os investigadores do Centro Helmholtz de Pesquisa Oceânica Kiel (GEOMAR), do Instituto Max Planck de Meteorologia em Hamburgo e da Universidade de Oslo, juntamente com colegas da Suíça, dos EUA e Reino Unido, rejeitaram essa hipótese na revista Nature Geoscience.

    As suas investigações de tarolos de gelo que contêm enxofre mostraram que durante os últimos 1.250 anos as erupções de vulcões extratropicais na verdade deviam levar ao esfriamento da superfície no hemisfério norte. Então, eles refrigeram a atmosfera mais do que seus análogos tropicais, mesmo lançando a mesma quantidade de enxofre.

    O esfriamento da atmosfera ocorre quando gases com enxofre são jogados na estratosfera a uma altitude de 10-15 quilômetros. Como resultado, surge uma neblina de aerossol, capaz de se manter por vários meses ou anos. Ela reflete uma parte da radiação solar de volta ao espaço, causando a diminuição da temperatura média anual.

    Segundo o último estudo, nas latitudes norte o tempo de vida do enxofre em aerossol é pouco menor que nos trópicos, ao contrário do que se pensava antes. Além disso, neste caso a influência sobre o clima se limita ao hemisfério norte, o que aumenta o esfriamento da atmosfera.

    O estudo ajudará os cientistas a medir com maior precisão o nível do impacto das erupções vulcânicas na variabilidade climática, supondo que o clima no futuro seja afetado por erupções extratropicais explosivas.

    Mais:

    Cientistas cavam poço de profundidade recorde na Antártica (FOTO)
    Mudanças irreversíveis: cientistas avaliam o momento exato do 'ponto de não retorno'
    Cientistas encontram túmulos da época do Império Antigo no Egito
    Esgotamento de recursos da Terra faz cientistas buscarem salvação em asteroides
    Tags:
    enxofre, atmosfera, clima, influência, erupção, vulcões, Hemisfério Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar