10:29 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Asteroide caindo na Terra (imagem gráfica)

    Asteroide Apophis poderia colidir com a Terra em 2068

    CC0 / RafaelMousob/Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    461

    Em 2068 o asteroide Apophis pode vir a cair na Terra, enquanto em 2029, ele se aproximará do nosso planeta a uma distância dez vezes menor que a existente entre a Terra e a Lua, informaram especialistas da Universidade Estatal de São Petersburgo.

    Segundo os cientistas, já foi estimada com exatidão a distância de aproximação do asteroide à Terra em 13 abril de 2029: será de 38 mil quilômetros (a distância entre a Lua e a Terra é de 384 mil quilômetros).

    "Essa aproximação causa um aumento significativo de trajetórias possíveis, entre elas existem trajetórias que prevêem uma aproximação em 2051". Os dados científicos referentes ao asteroide referem muitas (cerca de 100) "possíveis colisões do Apophis com a Terra, a mais perigosa em 2068", lê-se no relatório, preparado pelos cientistas.

    Antes da aproximação em 2068, o asteroide se aproximará da Terra em 2044 a uma distância de 16 milhões de quilômetros e, em 2051 e 2060, a uma distância de 760 mil quilômetros e de 5 milhões de quilômetros respetivamente. 

    Anteriormente, os cientistas da NASA avisaram sobre a possível colisão entre o Apophis e a Terra, mas informaram que a probabilidade de colisão seria extremamente pequena. 

    O asteroide Apophis, que tem um diâmetro de 325 metros, foi descoberto em 2004. Os cientistas estimaram que há uma probabilidade de 2,7% de este corpo celeste vir a cair na Terra em 2029. 

    Posteriormente, os analistas excluíram essa ameaça, estimando que, em 13 de abril de 2029, o Apophis se aproximará do nosso planeta a uma distância de 37,8 mil quilômetros do centro da Terra.

    Mais:

    Sonda da NASA detecta anomalias dias antes da aproximação de objeto extraplanetário
    Tags:
    colisão, asteroide, Espaço, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar