22:35 23 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Estrelas da Grande Nuvem de Magalhães

    Estudo: galáxia se aproximando da Via Láctea poderia acabar com vida na Terra em colisão

    CC BY 2.0 / Hubble ESA / The stars of the Large Magellanic Cloud
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    774

    A Grande Nuvem de Magalhães está condenada a colidir com a Via Láctea, já que como resultado desta colisão um buraco negro intacto que se encontra no centro de nossa galáxia poderia se despertar, e enviar o Sistema Solar ao espaço interstelar.

    Foram estas as conclusões de um estudo efetuado por pesquisadores da Universidade de Durham (Reino Unido). 

    A Via Láctea está rodeada por um grupo de galáxias satélites menores que orbitam a seu redor, como a Grande Nuvem de Magalhães, que se encontra a cerca de 163.000 anos luz. Às vezes, as galáxias anãs colidem e são absorvidas pela sua anfitriã.

    Pesquisadores acreditavam que a Grande Nuvem de Magalhães estava há bilhões de anos orbitando a Via Láctea, mas as recentes medições por satélite revelam que esta galáxia tem quase dobro da matéria escura antes imaginada.

    Uma vez que possui uma massa maior do que se esperava, a Grande Nuvem de Magalhães está rapidamente perdendo energia, por isso os pesquisadores preveem que a galáxia se colidirá com a nossa dentro de 2 bilhões de anos, muito antes do impacto previsto entre a Via Láctea e Andrômeda, que aconteceria dentro de 8 bilhões de anos.

    Enquanto 2 bilhões de anos parecem um prazo extremamente longo, na verdade é "muito curto" em uma escala espacial. De acordo com Marius Cautun, principal autor do estudo, a colisão da Grande Nuvem de Magalhães com a Via Láctea, além de despertar um buraco negro, converteria nossa galáxia em "um núcleo galáctico ativo ou quasar", uma fonte astronômica de energia eletromagnética.

    "Esse fenômeno irá gerar poderosos jatos de radiação de alta energia, emanando de fora do buraco negro", aponta Cautun. Depois que o buraco negro despertar, este começaria a devorar o gás circundante e aumentaria dez vezes mais, empurrando o Sistema Solar para fora da Via Láctea, explicou.

    Mais:

    Galáxia mais brilhante do Universo é 'canibal', descobre NASA
    Encontrada imensa galáxia 'fantasma' perto da Via Láctea (FOTO)
    A Terra é única? Galáxia parece inundada por planetas parecidos com nosso
    Tags:
    colisão, galáxia, Via Láctea, Sistema Solar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik