18:57 23 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Radar (imagem referencial)

    Rússia desclassifica planos da URSS para viajar a planetas do Sistema Solar

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5171

    Trata-se do projeto codificado como Pluton (Plutão, em russo) que contribuiu para as vitórias espaciais soviéticas da época e tais avanços como a criação de mapas das superfícies de Marte, Mercúrio e Vênus, usando radares.

    A empresa russa Rossiyskiye Kosmícheskiye Sistemy (Sistemas Espaciais Russos), que faz parte da agência espacial russa Roscosmos, acaba de publicar um relatório de 1961 dedicado a voos para outros planetas do Sistema Solar. Até agora, o documento não estava disponível para o público.

    Ao divulgar esses dados, os representantes da empresa destacaram a importância dos avanços espaciais da época soviética.

    "É uma evidência histórica única de como o sistema de comunicação espacial foi criado, o que tornou possível uma alunissagem (pouso na Lua) suave, a operação dos veículos lunares Lunokhod e os voos de aparelhos soviéticos para Vênus e Marte", explicaram.

    Foi para isso que os cientistas fundaram em Eupatória, na Crimeia, o centro de comunicações espaciais Pluton. Este tornou-se o primeiro centro especializado destinado a estabelecer contatos com as espaçonaves que estavam na órbita de Júpiter.

    Os especialistas da Sistemas Espaciais Russos dizem que os planos articulados em 1961 eram bastante otimistas e ambiciosos, já que naquela época os cientistas soviéticos acreditavam que as pessoas poderiam se deslocar de modo bastante fácil pela galáxia no futuro próximo.

    A esse respeito, os autores do relatório apontavam que as atividades do centro de Eupatória iriam garantir a comunicação via rádio com sondas espaciais, além da ligação telefônica e fototelegráfica com espaçonaves tripuladas em um raio de 1 bilhão de quilômetros.

    Mais:

    Sonda da NASA começa a explorar asteroide misterioso
    Sonda da NASA detecta anomalias dias antes da aproximação de objeto extraplanetário
    NASA capta FOTO de estrela 200 vezes maior que o Sol
    Cometa mais brilhante de 2018 passa próximo da Terra e NASA capta suas FOTOS
    Tags:
    planetas, meios de comunicação, sonda, viagens, espaço, Roscosmos, Sistema Solar, URSS, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar