17:28 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Escavação Arqueologia (imagem referencial)

    Arqueólogos bolivianos encontram tumbas coletivas de mais de 500 anos (FOTOS)

    © AFP 2018 / CRISTINA QUICLER
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    110

    Arqueólogos descobriram quatro valas, no município boliviano de Viacha, de restos humanos e objetos de mais de 500 anos, que seriam do Reino de Pacajes, uma comunidade aimará que habitava a área, localizada a 30 quilômetros a sudoeste de La Paz.

    Meses atrás, o governo boliviano autorizou escavação depois de um grupo de mineração ter descoberto vestígios arqueológicos na área. Para chegar às câmaras funerárias, arqueólogos tiveram que descer por um poço circular de 70 cm de diâmetro até 3 m de profundidade.

    "Dentro do cemitério que encontramos havia tumbas especiais", declarou à Reuters o arqueólogo boliviano Wanderson Esquerdo, acrescentando que em "uma só tumba, com essa característica de arqueologia monumental, havia como 108 indivíduos dentro".

    A ministra da Cultura e Turismo da Bolívia, Wilma Alanoca, afirmou que a descoberta é de "alto impacto" pela conservação das tumbas, dos têxteis, dos acessórios e ferramentas. "Desde acessórios de madeira, metal, vasilhas inteiras, realmente é um achado de alto impacto", a ABI citou as palavras da ministra.

    De acordo com Wilma Alanoca, "como não é declarado patrimônio nacional, então a lei obriga o município de Viacha a proporcionar as condições necessárias ou a poder elaborar um plano de mitigação".

    ​O próximo passo será elaborar um plano para conservar os restos humanos e objetos encontrados. Os Pacajes surgiram em meados do século XV, após a queda do império Tiauanaco até sua conquista pelos Incas.

    Mais:

    Bolívia procura estreitar laços comercias com Peru após perder litoral pro Chile
    Confira FOTOS de enterros humanos de 3.000 anos descobertos no Peru
    DNA decifrado da múmia mais antiga das Américas revela origem dos índios modernos
    Tags:
    restos mortais, tumbas, arqueólogos, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik