14:13 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem artística da sonda espacial Cassini perto de Saturno

    Quanto tempo têm alguns anéis de Saturno antes que sumam para sempre?

    CC0 / NASA/JPL / Cassini Saturn Orbit Insertion
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50

    Dados obtidos pela sonda Cassini em seus últimos suspiros indicam que a matéria dos anéis externos de Saturno está caindo rapidamente na atmosfera do planeta, o que causará desaparecimento destes anéis em breve, comunicou a revista Science.

    "A chuva dos anéis de saturno é uma chuva torrencial, e não uma garoa, caindo na atmosfera do planeta. Gelo, gotas de água e poeira se movimentam tão rapidamente que Saturno ‘come' de 10 a 45 toneladas de matéria dos anéis por segundo", declarou Hunter Waite, físico do Instituto de Pesquisas do Sudoeste dos EUA.

    Depois de quase 20 anos no espaço, a missão interplanetária Cassini se despediu de todos em setembro do ano passado, "mergulhando" na atmosfera de Saturno para desvendar como surgiu campo magnético no planeta e entender a relação entre o gigante com a aglomeração de gás e poeira.

    Segundo Waite, a sonda Cassini passou seus últimos momentos em uma zona específica da atmosfera de Saturno, onde chove microgotas de água e poeira, que caem em Saturno dos anéis mais perto dele.

    Astrônomos descobriram esse fluxo de água e poeira ainda em 1980, mas não tinham certeza se era causado pelos anéis de Saturno. Ao dar seu último mergulho, a Cassini, além de confirmar que a chuva vem dos anéis, descobriu que a composição dos mesmos é bem parecida com a matéria dos cometas, contendo substâncias orgânicas, oxigênio e amoníaco.

    Segundo medições da Cassini, a quantidade de gelo e poeira que cai no planeta é muito maior da que previa a teoria que descreve a organização dos anéis de Saturno e suas interações, comunicou a revista Science.

    As informações recebidas são importantíssimas. De acordo com Waite, os anéis D e C, mais próximos ao planeta, podem vir a desaparecer "em instantes" por medidas cósmicas. O anel D, vizinho mais próximo a Saturno, será completamente "sugado" pelo planeta daqui a um período entre 7 e 60 mil anos se não for revigorado pelo anel C. Já o anel C, que tem mais matéria, desaparecerá mais tarde, daqui a um período entre 700 mil e 7 milhões de anos.

    Os dados obtidos trazem luz a questões nunca antes desvendadas. Constata-se que nem sempre Saturno foi dono de anéis e com muito mais frequência destruiu suas luas, abrindo um leque de novas questões, por exemplo, como surgem anéis e quão longamente eles existiram no passado.

    Mais:

    NASA encontra evidências de possível lua fora do Sistema Solar
    Cientistas predizem chegada inevitável de secas catastróficas
    Como NASA buscará sinais de vida alienígena inteligente?
    NASA adverte sobre rápida aproximação de um grande asteroide da Terra
    Cientistas explicam ausência 'sinistra' de civilizações extraterrestres
    Tags:
    chuva, O Senhor dos Anéis, sonda espacial, desaparecimento, cientistas, Cassini, NASA, Saturno
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik