16:45 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    A Terra (imagem referencial)

    NASA determina o que está movimentando 'silenciosamente' o eixo da Terra

    CC BY 2.0 / Kevin Gill / Terra
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    11372

    Por que os eixos de outros planetas sofrem alterações significativas enquanto o da Terra permanece relativamente estável? E o que na realidade influencia a posição do eixo terrestre? Especialistas da NASA estão com as respostas.

     Um pequeno deslocamento do eixo terrestre, descoberto há algumas décadas, está ligado não só ao fim da Era do Gelo, mas também ao movimento de lava e à redistribuição da massa de água nos oceanos, concluem geólogos da NASA em um artigo publicado na revista Earth and Planetary Science Letters.

    "Acreditava-se tradicionalmente que somente o fim da Era do Gelo seria o principal motivo dos recentes deslocamentos do eixo da Terra. Elaboramos um modelo digital do processo e revelamos que existe não só um, mas três fatos", contou Surendra Adhikari, do Laboratório de Propulsão a Jato.

    Em comparação com outros planetas do Sistema Solar, a Terra possui um eixo relativamente estável. Graças à interação gravitacional do nosso planeta com a Lua, nos últimos bilhões de anos a posição do eixo não sofreu mudanças drásticas, enquanto os eixos de Marte e Urano, por exemplo, realocaram-se em dezenas de graus.

    No entanto, dados científicos mostram que o eixo terrestre está se deslocando, pouco a pouco, mas se deslocando a um pouco mais de 10 cm/ano em direção ao 74º de longitude oeste. Sendo assim, grande parte dos pesquisadores passou a acreditar que o fim da Era do Gelo não seria o bastante para causar alteração.

    Na verificação de outras hipóteses, Adhikari e seus colegas criaram um modelo especial digital para monitorar processos na litosfera e hidrosfera que poderiam interferir no eixo terrestre. Como resultado, eles descobriram que a atividade subterrânea afeta mais significativamente a posição do eixo do que a Era do Gelo um dia afetou.

    Os cientistas indicam que a pressão e localização da camada de gelo, a atividade sísmica, o movimento de lava e a redistribuição de água nos oceanos e em outros reservatórios interferem no eixo terrestre. Portanto, vale a pena analisar o conjunto de fatores para fazer previsões climáticas e avaliar passíveis consequências do aquecimento global.

    Mais:

    NASA mostra as esplendorosas nuvens de Júpiter (FOTO)
    NASA mostra VÍDEO de erupção solar em grande plano
    Rússia diz que após fim do contrato de cooperação não transportará astronautas da NASA
    NASA divulga FOTO da 'fronteira' do nosso Sistema Solar
    Tags:
    idade do gelo, aquecimento global, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, NASA, Sistema Solar, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik