19:53 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Cerveja

    O que seria de nós sem cerveja? Arqueólogos elogiam bebida que mudou rumo da humanidade

    © Foto : Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    354

    Pesquisadores chegaram à surpreendente conclusão após analisarem uma gruta em Israel: nossa civilização chegou a ser o que é graças à cerveja.

    Os antigos humanos costumavam elaborar esta bebida para saboreá-la em rituais, honrando a memória dos antepassados.

    Por sua vez, a elaboração de cerveja estimulou o cultivo de cereais, dando início à própria agricultura.

    Arqueólogos da Universidade de Stanford, EUA, descobriram o costume ao estudar uma gruta perto de Haifa, Israel. Encontrando morteiros de pedra, próprios da cultura natufiana de 12.500 a 9.500 a.C., que continham restos fossilizados de plantas que foram utilizadas para preparar cerveja. Os antepassados cultivavam os grãos na água, secando e triturando a malta. Depois, esquentavam a mistura e deixavam fermentar.

    A descoberta levou à conclusão de que nossos antepassados costumavam produzi-la para rituais, bebendo a cerveja em um gesto de honrar a memória dos antepassados. Além disso, os arqueólogos encontraram uma antiga sepultura na gruta, permitindo associar a bebida aos rituais de luto.

    Sendo assim, é possível afirmar que a produção de cerveja passou a ser um estímulo para cultivar cereais e, consequentemente, deu início à própria agricultura. Além disso, os pesquisadores consideram que, originalmente, a humanidade começou a cultivar cereais para elaborar a cerveja e não para fazer pão.

    Mais:

    Cerveja de vagina e sêmen de veado: ingredientes ultrajantes usados para fabricar bebida
    De cerveja artesanal a guloseima refinada: conheça o que provar em Nizhny Novgorod
    Tags:
    cerveja, pesquisadores, cientistas, estudo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik