22:38 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Marte (foto de arquivo)

    NASA mostra tempestade de areia do Planeta Vermelho (VÍDEO)

    CC BY 2.0 / Kevin Gill / Mars
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    242

    Uma tempestade de areia detectada em Marte no final de maio atingiu dimensões avassaladoras: no início de julho, o fenômeno cobria todo o planeta. Prevê-se que a situação não mude até setembro. O pior é que os cientistas não sabem como essas tempestades se formam e o motivo por que permanecem ativas por tanto tempo.

    Estima-se que tempestades planetárias ocorram em Marte a cada 6 ou 8 anos, mas as causas e o modo como são formadas ainda é um mistério para os astrônomos. 

    A sonda Mars Reconnaissance Orbiter registra a evolução da tempestade todos os dias, o que permite observar as mudanças na aparência de Marte causadas pelo fenômeno de escala planetária. 

    A atual tempestade já é responsável pelo impedimento da exploração humana do espaço: em junho, a intensidade do fenômeno impediu a operação do veículo marciano Opportunity, que depende da energia solar para recarregar as baterias. 

    Felizmente, o segundo veículo da NASA no planeta, o Curiosity, é dotado de uma bateria nuclear e não depende da luz solar para funcionar.

    Nesse momento, todos os aparelhos que operam em Marte e em sua órbita estão estudando a tempestade para aprender mais sobre essa peculiaridade do Planeta Vermelho.

    A aquisição desse conhecimento pode ajudar no planejamento de missões ou assentamento de seres humanos em Marte no futuro.

    Mais:

    NASA pode ter destruído evidências orgânicas em Marte há 40 anos
    'Dunas fantasmas' poderiam ser prova de que Marte abrigou vida
    FOTO de sonda da NASA revela mudanças drásticas na superfície de Marte
    Tags:
    tempestade de areia, NASA, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik