07:53 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Quasar em primeiros dias da vida do Universo

    Astrônomos descobrem o objeto mais brilhante do Universo jovem (FOTO)

    © NASA. NASA/ESA/ESO/Wolfram Freudling et al. (STECF)
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10

    Astrônomos conseguiram obter imagens de um buraco negro anormalmente brilhante, o PSO J352-15, afastado da Terra à distância de 13 bilhões de anos-luz e existindo desde os primeiros dias de vida do Universo.

    ''Vemos esse objeto no estado em que ele estava no tempo quando o Universo teve menos de um bilhão de anos. Esse quasar existiu no fim daquela era de sua evolução, quando as primeiras estrelas e galáxias tornaram o Universo transparente, ionizando hidrogênio no meio interestelar'', declarou Chris Carilli do Observatório Nacional de Rádio e Astronomia, EUA.

    Em particular, ele acredita que futuras observações do PSO J352-15 lhes ajudarão a entender o número de meios interestelares que existiam naquele tempo.

    Previamente os cientistas pensavam que esses buracos negros podiam ter massa equivalente a milhões de massas solares. Mas quando começaram a observar as primeiras galáxias no Universo descobriram que seus buracos negros contam com dezenas de bilhões de massas solares.

    Por esta razão, eles tentam determinar que tamanho eles tinham quando nasceram e que fontes contribuíram para seu crescimento.

    Atualmente, dezenas de astrônomos em todo o mundo estão buscando buracos negros grandes e brilhantes, que tinham habitado no início do Universo, para que sua luz seja uma espécie de ''lâmpada'' e ilumine o espaço escuro ao seu redor.

    O PSO J352-15 - buraco negro (quasar) anormalmente brilhante
    O PSO J352-15 - buraco negro (quasar) anormalmente brilhante

    Os cientistas supõem que ondas de rádio e luz produzidos por esses buracos negros possam ''revelar'' as fontes de massa que os alimentam, fazendo-os crescer mais rápido que predizem as teorias.

    A primeira ''lâmpada'' semelhante foi encontrada na constelação de Aquarius a uma distância enorme da Terra — 13 bilhões de anos-luz e recebeu o nome de P352-15.

    Ao analisar sua estrutura, os cientistas concluíram que se trata de um poderoso quasar — enorme buraco negro no centro de uma galáxia longínqua que sempre expele feixes de matéria quente com uma velocidade próxima da luz.

    A enorme distância ente o P352-15 e a Terra não permite determinar sua massa e tamanho da galáxia em que se encontra. No entanto, ainda hoje é possível dizer com certeza que este representa a fonte de ondas de rádio mais brilhante no Universo jovem, cuja potência supera em dezenas de vezes todos os outros objetos, descobertos pelos astrônomos.

    Mais:

    Cientistas afirmam ter encontrado uma parte perdida do Universo
    Astrônomos descobrem como se formam 'mundos habitáveis' no Universo
    Telescópio Hubble captura um dos agrupamentos de galáxias mais distantes no universo
    Superterras podem estar prendendo ETs de explorar universo
    Tags:
    buraco negro, galáxias, luz, Universo, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik