11:24 18 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Imagem do Universo

    Eis os 5 lugares no Sistema Solar onde poderia se esconder vida extraterrestre

    CC BY-SA 2.0 / John Smith / universe
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    220

    Radiotelescópios monitoraram milhares de sistemas estelares distantes esperando detectar vida inteligente, mas até agora apenas encontraram o silêncio. Mas poderia haver vida extraterrestre mais perto da Terra?

    NASA e vários especialistas em espaço exterior acreditam que alienígenas poderiam estar escondidos no nosso próprio Sistema Solar.

    Eis os cinco lugares "a um passo da Terra" onde poderíamos encontrar vida extraterrestre, seguno o portal Yahoo

    Satélite de Saturno Encélado

    A lua de Saturno Encélado "tem todos os ingredientes para vida extraterrestre", dizem os cientistas.

    Estudando plumas de gelo semelhantes a gêiseres na superfície do satélite, os cientistas chegaram à conclusão que a vida em Encélado pode se esconder no oceano subterrâneo da lua.

    Cientistas descobriram moléculas orgânicas ricas em carbono que provêm de seu oceano de água líquida por baixo da superfície.

    Assim, Encélado é o único corpo celeste, além da Terra, que satisfaz todos os requisitos básicos para a vida.

    Sob a superfície de Plutão

    Quando a sonda New Horizons da NASA passou por Plutão, ela trouxe de volta algumas surpresas para os pesquisadores.

    Os primeiros resultados mostraram que sob a superfície do planeta há montanhas de gelo e sinais de possíveis substâncias orgânicas e até de água líquida.

    Na nossa cintura de asteroides

    Um estudo matemático, por sua parte, afirma que frotas de sondas robóticas de civilizações alienígenas podem já ter chegado ao nosso Sistema Solar.

    De acordo com cientistas, talvez não sejamos capazes de detectá-las com nossas tecnologias, pois as sondas poderiam "se esconder" passando por asteroides.

    Enquanto a sonda terrestre Voyager atingiu apenas a beira do nosso Sistema Solar, civilizações alienígenas mais antigas poderiam ter enviado suas sondas há muitos anos, utilizando tecnologias desconhecidas para a humanidade, segundo um artigo na revista International Journal of Astrobiology.

    Sob a superfície de Marte

    A razão porque os rovers da NASA não encontraram sinais de vida em Marte pode ser simples — ela estaria enterrada debaixo de sua superfície.

    Isso não quer dizer que pequenos homens verdes têm lá suas cidades, mas que sob a superfície poderia haver micróbios agarrados.

    Futuras missões pretendem buscar fontes de energia geotérmica que poderiam fornecer às possíveis formas de vida o calor necessário para sobreviver, afirma a NASA.

    Acredita-se que Marte tenha tido um oceano, e possivelmente vida, há 3,4 bilhões de anos, quando a vida começou a se formar na Terra. Então, se queremos encontrar sinais de vida antiga no Planeta Vermelho, talvez precisemos de escavar.

    Titã, satélite de Saturno

    Como sugerem cientistas, na lua de Saturno Titã, seu maior satélite natural coberto com dunas de produtos químicos gelados, pode haver mais chances de encontrar sinais de vida do que em Marte.

    Alguns estudos indicam que debaixo de sua superfície pode existir água líquida, enquanto outros apontam que o fundo do mar do satélite de Saturno pode ser semelhante a áreas do da Terra onde existem fontes hidrotermais.

    Mais:

    Cientistas explicam por que vida na Terra ainda não foi extinta
    Astrônomos russos avisam que tempestade solar atingirá Terra
    Cientistas apresentam mais evidências da existência de uma '2ª Terra'
    Tags:
    asteroide, Terra, Plutão, Marte, Encélado, Titã, Saturno, Sistema Solar, Espaço, Universo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik