15:10 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem de dinossauro

    Por que poucas aves sobreviveram à queda de asteroide que extinguiu dinossauros?

    © AFP 2018 / Arno Burgi
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    122

    Quando um enorme asteroide caiu na Terra há uns 66 milhões de anos, não só dinossauros se tornaram vítimas da catástrofe.

    Incêndios provocados pelo asteroide, chuvas ácidas e uma drástica alteração climática extinguiram quase todas as árvores do planeta, sugere uma pesquisa publicada pela revisa Current Biology.

    Mesmo com a realização de inúmeras escavações para análise dos restos de árvores da rocha sedimentar, o efeito devastador da catástrofe é avaliado mais eficazmente a partir do conhecimento da diversidade de aves nos tempos modernos com o mapeamento da árvore genealógica e classificação de múltiplos fósseis.

    Assim, biólogos descobriram que toda a fauna das aves existentes e fósseis, posteriores ao período Cretáceo tardio, provêm de uma variedade reduzida de aves terrestres, ou seja, que faziam ninhos no solo. A grande diversidade de aves arbóreas das épocas geológicas anteriores ao impacto, da qual temos a constância paleontológica, acabou por ser completamente extinta.

    Depois da extinção

    Toda a nova geração de aves apresentava patas mais longas e robustas, algo que se vê em esqueletos fossilizados e em espécies tais como kiwi ou emu. Outras mudanças na anatomia das aves foram percebidas.

    "Hoje em dia as aves são o grupo mais diverso e estendido pelo mundo dos animais vertebrados terrestres", comentou o biólogo americano, Daniel Field, ao site Science Daily, ressaltando que há cerca de 11.000 espécies.

    "Somente um punhado de linhagens das aves ancestrais conseguiu sobreviver à extinção massiva", destacou, afirmando que a continuação de "toda a diversidade maravilhosa de pássaros atuais pode ser traçada através dos antigos sobreviventes".

    Durante o período Paleogeno, ou seja, época de recuperação do impacto do meteorito (66-23 milhões de anos), a diversidade das plantas foi restabelecida em meio a uma predominância de samambaias, enquanto a fauna das aves voltou a se desenvolver a partir das espécies terrestres sobreviventes. Pouco a pouco, os novos pássaros foram enchendo ninhos vazios em arbustos e árvores.

    Mais:

    Jurássico está de volta? 'Dinossauro' moderno usa lancha
    Cientistas se inspiram em dinossauros e lulas para criar material invisível
    Nova espécie de gigantesco dinossauro carnívoro é descoberta na Argentina (FOTO)
    Tags:
    ciência, fósseis, dinossauro, pássaros, aves
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik