17:59 21 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Maquete do CR292, um avião de passageiros de projeto conjunto da China e da Rússia, durante a cerimônia de batismo

    São revelados detalhes da construção do avião sino-russo

    © Foto: UAC Russia
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3170

    A empresa chinesa COMAC (Commercial Aircraft Corporation of China) começou a trabalhar no projeto da fuselagem e da cauda do avião comercial de grande porte de design sino-russo CR929.

    Segundo comunicado da empresa, no dia 27 de abril foi realizada em Xangai uma reunião para discussão do início da fase de definição de conceito comum (Joint Concept Definition Phase ou JCPD) e da determinação do conceito da fuselagem e da cauda do avião. À reunião compareceu vice-diretor da COMAC e diretor-geral da empresa sino-russa CRAIC, responsável formalmente pelo projeto, Guo Bozhi.

    Segundo Guo Bozhi, o projeto do avião de grande porte tem o modelo de "principal fabricante – fornecedores" e a posição da "partilha mútua de riscos e benefícios".

    Ele espera que os potenciais fornecedores se tornem uma parte integrante da equipe de CR929 e disponham as melhores tecnologias à iniciativa.

    Hoje a equipe sino-russa está trabalhando na solução técnica do avião.

    Na produção do avião serão usados materiais compósitos. A COMAC convidou os fornecedores potenciais chineses e estrangeiros para participar da criação do design do avião para acelerar o desenvolvimento da fuselagem e da cauda da aeronave.

    A COMAC e Corporação Unida de Construção Aeronáutica russa (UAC, na sigla em inglês) estão trabalhando juntas no desenvolvimento do avião.

    Segundo o acordo, a parte chinesa é responsável pela fuselagem e pela cauda do avião.

    De acordo com estimativas conjuntas da UAC e COMAK, a construção do avião será concluída entre 2025 e 2027. A aeronave será concorrente da Boeing e da Airbus no mercado mundial.

    Tags:
    avião de passageiros, COMAC, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik