03:37 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Fitoplâncton bioluminescente nas ondas ao longo da costa da região de Big Sur, no centro da Califórnia (imagem ilustrativa)

    NASA apresenta primavera psicodélica e fluorescente no oceano Atlântico (FOTO, VÍDEO)

    © Foto: George Krieger/ REUTERS
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1 0 0

    A primavera chega ao oceano Atlântico trazendo um incrível efeito psicodélico.

    NASA apresenta a primavera no oceano Atlântico em todo o seu esplendor. As imagens, recebidas através do satélite Aqua em 27 de março, mostram o florescimento do fitoplâncton fluorescente.

    A primavera chegou ao oceano Atlântico! Esse vibrante fitoplâncton foi capturado através do céu nublado pelo satélite Aqua/MODIS em 27 de março.

    Essas microalgas são a base da alimentação em qualquer ambiente marítimo e sustenta uma vasta gama de animais, desde baleias até camarões, caracóis e medusas.

    Por necessitar de luz solar para viver e crescer, a maioria do fitoplâncton flutua na superfície do oceano e cria uma variedade surpreendente de coloração verde-azulada, se observada de cima.

    O autor dessas coloridas e impressionantes imagens foi um espectroradiômetro de resolução moderada (MODIS, na sigla em inglês), um instrumento que a agência aeroespacial dos Estados Unidos lançou à órbita terrestre a bordo do satélite Terra em 1999, e a bordo do satélite Aqua três anos depois.

    O satélite Aqua está programado para passar de Sul a Norte sobre o equador do nosso planeta durante a tarde, enquanto o satélite Terra percorre nosso planeta de Norte a Sul pela manhã.

    Os satélites diariamente gravam vistas da superfície da Terra e recolhem dados sobre oceanos e camadas baixas da atmosfera.

    Mais:

    NASA captura imagens impressionantes da atividade solar (VÍDEO)
    NASA publica FOTO de impressionante tempestade rosa em Júpiter
    NASA divulga novas FOTOS incríveis de Júpiter
    Tags:
    florescimento, primavera, água, NASA, Espaço, oceano Atlântico, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik