19:12 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Crânio humano (imagem ilustrativa)

    Cientistas: antepassados do homem andavam eretos há mais de 4 milhões de anos

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60

    Os antecessores do homem já poderiam andar com as duas pernas mais de quatro milhões de anos atrás, quer dizer, muito antes do que se pensava até agora, segundo uma pesquisa da especialista da Universidade de Nova York Elaine Kozma.

    A análise dos restos do esqueleto de um Ardipithecus ramidus de 4,4 anos de idade mostrou que este primata antigo poderia andar com as duas pernas, como o homem.

    Tradicionalmente supõe-se que os antepassados do homem antigo, tais como o Australopithecus Lucy, que viveu 3,1 milhões de anos atrás, não eram adaptados para a postura ereta, pois, na sua maioria, continuaram a viver em árvores. De acordo com a teoria de antropogênese, o Homo erectus apareceu no período entre 1,4 milhões e 500 mil anos atrás.

    Por sua vez, o novo estudo mostra que a capacidade de andar ereto não substituía outras habilidades dos mamíferos antigos, mas se desenvolvia em paralelo.

    Mais:

    Mandíbula encontrada em Israel pode mudar todo o conceito da evolução humana (FOTO)
    Ancestrais dos africanos poderiam ter sido brancos?
    Cientistas descobrem dezenas de pegadas humanas com 13 mil anos no Canadá (FOTOS)
    Tags:
    evolução humana, esqueleto, história, arqueologia, homem, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik