21:09 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Aplicativo de mensagens Telegram no smartphone

    Aplicativo de mensagens Telegram relata falhas de conexão na Europa e no Oriente Médio

    © Sputnik / Kirill Kallinikov
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    115

    O aplicativo Telegram recebeu relatos de problemas de conexão de vários usuários da Europa, Oriente Médio e da Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

    "Nossos usuários nos países da Europa, do Oriente Médio e da CEI estão tendo problemas de conexão no momento. Estamos tratando do assunto e esperamos que logo vocês venham a estar on-line", escreveu a companhia no Twitter.

    Em particular, detalha-se que os problemas surgem ao enviar e receber mensagens.

    "O Telegram me diz que está se atualizando e me deixou no meio de uma conversação… Que legal!", lamentou o usuário @Kelvariel, da Espanha. 

    Problemas foram reportados anteriormente, como, por exemplo, surgiram mensagens de usuários de São Paulo reclamando falhas no aplicativo.

    Do Rio de Janeiro também chegam informações sobre mau funcionamento do aplicativo.

    "Por favor, preciso discutir coisas estúpidas com minha gangue… LOL", queixou-se @PalStall de Israel, comentando as informações sobre Telegram.

    Segundo explicou o fundador do aplicativo, a falha foi causada pelo corte de energia no cluster de servidores da companhia.

    "Estamos trabalhando para concertá-lo, mas muita coisa depende de quando o datacenter provedor puser em ordem o equipamento."

    Á última grande caída no funcionamento do aplicativo foi registrada em fevereiro. A falha afetou parcialmente usuários da Europa, do Oriente Médio e da África do Norte. Naquela vez, os problemas foram com a versão web do Telegram e aplicativos para smartphones.

    Segundo as recentes informações, o funcionamento do Telegram foi parcialmente recuperado na Rússia, embora as mensagens sejam enviadas e recebidas com atraso.

    Tags:
    aplicativos, falha, Telegram, Comunidade de Estados Independentes, Oriente Médio, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik