12:06 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Facebook

    Na mira de investigações, Facebook facilita acesso de usuários aos dados pessoais

    © Sputnik / Natalia Seliverstova
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    210

    A rede social Facebook anunciou nesta quarta-feira a introdução de novas ferramentas de privacidade durante as próximas semanas para que os usuários possam acessar e gerenciar seus dados pessoais com mais facilidade.

    A medida vem sendo implementada na esteira do escândalo que estourou na semana passada: as informações pessoais de cerca de 50 milhões de usuários do Facebook foram disponibilizadas sem autorização à empresa Cambridge Analytica.

    Essa última, enquanto atuou em diversas campanhas políticas, coletou dados de milhões de contas do Facebook para desenvolver um mecanismo que pudesse prever e influenciar o comportamento dos eleitores. No domingo, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, publicou suas desculpas e prometeu ações "para garantir que isso não aconteça novamente".

    "A semana passada mostrou quanto trabalho precisamos fazer ainda para reforçar as nossas políticas e ajudar as pessoas a entender como o Facebook funciona e quais escolhas sobre seus dados podem ser feitas. Ouvimos em alto e bom som que as configurações de privacidade e outras ferramentas importantes são difíceis demais e que devemos fazer mais para manter as pessoas informadas. Por isso estamos tomando medidas adicionais durante as próximas semanas para colocar o controle da privacidade nas mãos das pessoas", informou o comunicado no site do Facebook.

    De acordo com a rede social, o menu de configurações em dispositivos móveis será alterado para que as configurações de dados sejam mais fáceis de encontrar. Além disso, a rede social criou atalhos de privacidade, com ajuda dos quais os usuários podem controlar seus dados "em apenas alguns toques", inclusive para tornar a conta mais segura, controlar informações pessoais e anúncios, bem como gerenciar quem pode visualizar postagens e informações de perfil.

    A rede social também revelou ter criado uma nova ferramenta para encontrar, baixar e excluir dados pessoais do Facebook.

    "Estamos apresentando a ferramenta 'Acesse sua informação', uma maneira segura de acessar e gerenciar informações, tais como postagens, reações, comentários e assuntos pesquisados", explicou o comunicado, acrescentando que os usuários podem baixar uma cópia segura de seus dados compartilhados.

    Em 17 de março, a Procuradora Geral de Massachusetts, Maura Healey, anunciou o início de uma investigação do Facebook e da Cambridge Analytica, por suspeita de uso ilegal de dados de usuários durante a campanha presidencial dos EUA em 2016. 

    As empresas também estão sendo investigadas no Reino Unido, Israel e Canadá.

    Mais:

    Ciro Gomes minimiza escândalo envolvendo Facebook e consultoria Cambridge Analytica
    Elon Musk ironiza Facebook e exclui páginas da Tesla e SpaceX da rede social
    Nos EUA, Mark Zuckerberg é convocado para testemunhar sobre escândalo do Facebook
    Zuckerberg admite erro em escândalo envolvendo uso indevido de dados do Facebook
    'Está na hora': fundador do WhatsApp defende que usuários deixem o Facebook
    Parlamento britânico cobra explicação de Zuckerberg sobre uso de dados do Facebook
    Tags:
    dados pessoais, política de privacidade, privacidade, Cambridge Analytica, Facebook, Mark Zuckerberg, Grã-Bretanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik