12:49 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Múmia (foto de arquivo)

    Múmia 'extraterrestre' peruana: cientistas russos revelam primeiros resultados de análises

    CC BY 2.0 / Paul Hudson / Mummy
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    7282

    Cientistas russos começaram a analisar o DNA da múmia encontrada perto da cidade peruana de Nazca no início do ano passado, informa o canal RT.

    A criatura de aparência alienígena, com um crânio alongado e apenas três dedos em cada uma de suas extremidades, foi batizada pelos investigadores de Maria.

    Um grupo de especialistas em genética de São Petersburgo coletou amostras de tecido da estranha criatura para tentar "decifrar" seu genoma.

    Maria, cuja múmia foi encontrada por um agricultor peruano, morreu aproximadamente no século V, um milênio antes da descoberta da América.

    Os dados da análise preliminar mostraram que a múmia "é um ser humanoide, ou seja, também tem 23 cromossomas como nós".

    Agora, os cientistas estão levando a cabo uma análise mais detalhada para ver se a posição de todos os cromossomas e aminoácidos coincide com a humana, segundo disse Konstantin Korotkov, professor da Universidade Nacional de Investigação russa.

    Segundo ele, os investigadores também planejam identificar a procedência da múmia incomum: se tem traços comuns com os povos que habitam a América do Sul, a África ou outros lugares ou se tem algumas diferenças.

    A múmia se destaca também por um esqueleto incomum — a estrutura de suas costelas é diferente da humana. Graças a isso, os cientistas podem estudar melhor a localização dos órgãos internos de Maria.

    Os especialistas conseguiram determinar a substância que foi utilizada para conservar a múmia. O pó com que a civilização desconhecida cobria os falecidos é cloreto de cádmio. Foi o efeito conservador dessa substância química que preservou a múmia até nossos dias, indicando que a civilização misteriosa tinha tecnologias avançadas.

    Agora, os geneticistas russos planejam continuar decifrando o genoma da misteriosa criatura, em colaboração com as autoridades peruanas. Os cientistas de São Petersburgo até querem pedir o envio da múmia à Rússia.

    Mais:

    Descoberta razão da peste que causou colapso da civilização asteca
    Necrópole com 2.000 anos é descoberta no Egito (FOTOS)
    Tags:
    descoberta, múmia, arqueologia, São Petersburgo, Rússia, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik