08:24 19 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Space

    Pela primeira vez, astrônomos estadunidenses descobrem 2 mil planetas fora da Via Láctea

    © Foto : Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    340

    Pesquisadores da Universidade de Oklahoma conseguiram detectar cerca de 2.000 planetas, variando em massa do tamanho da lua da Terra até a massa do Júpiter. A descoberta foi possível graças aos dados coletados pelo observatório de raios-X Chandra da NASA.

    Embora descobertas de exoplanetas sejam relativamente comuns, esta é a primeira vez com evidências confirmadas de planetas fora de nossa galáxia.

    Os pesquisadores conseguiram detectar os planetas extragalácticos usando microfilmes gravitacionais, um fenômeno astronômico que permite que os cientistas encontrem objetos no espaço usando a luz dobrada por um campo gravitacional.

    "Estamos muito entusiasmados com esta descoberta, esta é a primeira vez que alguém descobriu planetas fora da nossa galáxia", disse Xinyu Dai, pesquisador-chefe do estudo, em um comunicado à imprensa.

    Em uma declaração separada, o autor de estudo, Eduardo Guerras, indicou que os planetas estão em uma galáxia a cerca de 3,8 bilhões de anos-luz de distância.

    "Não há a menor chance de observar esses planetas diretamente [nesta galáxia], nem mesmo com o melhor telescópio que se possa imaginar num cenário de ficção científica", observou Guerras. "No entanto, somos capazes de estudá-los, revelar sua presença e até ter uma ideia de suas massas", acrescentou.

    Além de usar o observatório de Chandra, Dai e Guerras também usaram modelos de microlentes projetados no Centro de Supercomputação da universidade.

    Tags:
    Universidade de Oklahoma, NASA, Xinyu Dai, Eduardo Guerras, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik