22:51 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    120
    Nos siga no

    Um grupo de pesquisadores encontrou restos de esqueletos com ferimentos terríveis que parecem ser consequências de rituais violentos no campo arqueológico de Pacopampa, no Peru.

    Os restos encontrados são do século XIII a.C. e, de acordo com especialistas, trata-se da primeira evidencia de violência ritual em uma sociedade do continente americano. 

    Pacopampa encontra-se nas terras altas do norte do Peru e alojava uma sociedade complexa, cuja principal atividade era o ritual. Também construiu uma arquitetura cerimonial grande e desenvolveu a estratificação social sem nenhum controle político dos bens agrícolas excedentes, segundo o estudo publicado no início de outubro pelo jornal científico norte-americano Plos One.

    ​Os pesquisadores japoneses descobriram os restos de 104 pessoas, sete das quais têm lesões físicas significativas, como fraturas cranianas, faciais e de extremidades.

    A evidência sugere que esses indivíduos foram atacados repetidamente, mas aparentemente não com instrumentos afiados.

    Um exame pélvico de um deles estima que todas as vítimas tinham 35 anos de idade ou mais. Além disso, não foram encontrados sinais de desnutrição nas vítimas.

    Os pesquisadores sugerem que em Pacopampa os rituais estavam relacionados à produção de água e alimentos, após o descobrimento de sistemas de canais subterrâneos e ornamentos de concha destinados ao uso.

    De acordo com os especialistas, os túmulos de pessoas com ferimentos graves se concentraram em lugares onde houve uma atividade cerimonial elevada, o que prova a importância desta atividade na sociedade. 

    Mais:

    Mistérios das noites sírias: Terroristas deixam túmulo comum nos arredores de Palmira
    Túmulo de Jesus foi aberto pela primeira vez em 500 anos
    Tags:
    arqueologia, cientistas, assassinatos rituais, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar