12:14 23 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Envelhecimento

    Como ser jovem para sempre?

    © Foto: Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10

    O mecanismo molecular responsável pela expectativa de vida de vermes e mamíferos está intimamente ligado a um grupo específico de proteínas.

    Eis a ideia principal do relatório de cientistas da Universidade Case Western Reserve, publicado na revista Nature Communications.

    No decorrer da pesquisa, cientistas revelaram que o aumento ou diminuição da concentração de proteínas KLF, que regulam a atividade de genes, permite prolongar ou reduzir a vida de nematódeos cilíndricos Caenorhabditis elegans.

    Vale ressaltar que não só vermes possuem este tipo específico de proteínas – KLF, mas também mamíferos, incluindo os seres humanos. Estes compostos inibem a expressão gênica, onde a sequência de DNA é utilizada para síntese de biopolímeros.

    Além disso, esse grupo de proteínas controla autofagia, favorecendo a eliminação de células defeituosas, suas organelas e produtos da atividade vital. Quando há uma diminuição de proteínas KLF, substâncias tóxicas são acumuladas nas células, causando, assim, o envelhecimento do organismo.

    As KLF ajudam também no funcionamento dos vasos sanguíneos, e sua perda provoca o desenvolvimento de hipertonia, doenças cardíacas e demência. De acordo com a pesquisa, o aumento da concentração de KLF propicia o prolongamento da vida humana.

    Mais:

    Direto ao ponto: cientistas dão detalhes do orgasmo feminino
    'Geração Google Pornô': Escandinávia propõe usar filtros contra sexualização infantil
    Desvendado segredo do desejo sexual
    Tags:
    medicina, juventude, ADN, velhice
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik