10:36 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    14312
    Nos siga no

    A empresa de telecomunicações russa TransTeleCom desenvolveu para a Coreia do Norte um novo canal de conexão à Internet.

    A Coreia do Norte agora tem duas opções de se conectar à Internet, informou a agência Bloomberg com referência à empresa de segurança cibernética FireEye Inc.

    O novo canal de conexão à Internet foi ativado em 1º de outubro pela empresa russa TransTeleCom. A empresa estatal chinesa China United Network Communications Ltd. era o único operador que fornecia à Coreia do Norte conexão à Internet – Rússia entrou na lista de fornecedores.

    Segundo Bryce Boland, diretor de tecnologia da FireEye Inc. para a região da Ásia-Pacífico, com o canal adicional, a Coreia do Norte terá mais opções para operar e reduzir riscos, pois os EUA terão menos oportunidades de fazer com que dois países desliguem a conexão à Internet da Coreia do Norte. Por outro lado, ele disse que esse canal dará à Rússia a visibilidade do tráfego da rede da Coreia do Norte, que a ajudará a entender o que Pyongyang pretende fazer.

    TransTeleCom é um dos cinco maiores prestadores de serviços de comunicação da Rússia, que opera uma rede de fibra ótica de Vladivostok a São Petersburgo. De acordo com o jornal russo Kommersant, com referência ao representante da empresa, "o contrato prevê que TransTeleCom, como fornecedor dos serviços de acesso à Internet, tenha direito a suspender unilateralmente a prestação dos serviços à empresa Korea Posts e Telecommunications Corp em caso de uso indevido dos recursos: atividades criminosas e ataques de hackers".

    Mais:

    Itália decide expulsar embaixador da Coreia do Norte
    Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'
    Tags:
    Internet, Coreia do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar