13:14 20 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Rato (imagem referencial)

    Animal mítico é finalmente descoberto nas Ilhas Salomão (FOTOS)

    CC0 / Unsplash / freestocks.org
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    391

    Uma nova espécie de roedores foi identificada nas Ilhas Salomão, após muitos anos de alegados testemunhos e rumores sobre sua existência.

    Trata-se de um rato, conhecido no arquipélago como "vika" que habita as árvores e, de acordo com os moradores locais, é capaz de quebrar cocos com os dentes.  

    Tyrone Lavery, especialista em mamíferos do Museu Field de História Natural (Chicago, EUA), explicou que o "vika" é uma espécie "bastante impressionante", já que é um "rato gigante" e o primeiro representante desse tipo descoberto no arquipélago nos últimos 80 anos: "Não por falta de tentativas, mas por ser muito difícil encontrá-lo", assinala a edição on-line EurekAlert.

    Tyrone Lavery, que descobriu e classificou esta nova espécie, afirma que este animal tem aproximadamente meio metro de comprimento e pesa cerca de um quilo, quase quatro vezes mais que os ratos da cidade. Este pesquisador não corroborou a habilidade do "vika" de quebrar cocos com os dentes, mas encontrou cascas de nozes de dureza similar com marcas que correspondem aos dentes do roedor. 

    ​O especialista em mamíferos já conseguira encontrar um espécime e obter restos ósseos durante uma expedição às ilhas Salomão em 2010. Contudo, apenas agora publicou dados de sua descoberta na revista Journal of Mammalogy. Apesar de ter sido descoberto recentemente, este animal logo será incluído na lista de espécies em perigo crítico de extinção devido a sua raridade.

    Mais:

    Cientistas descobriram de onde deve começar a colonização da Lua e de Marte
    Cientistas continuam perplexos com misteriosos 'sinais de rádio extraterrestres'
    Cientistas explicam aparição de nuvem misteriosa no céu das Canárias (FOTOS, VÍDEO)
    Tags:
    animal, rato, descoberta, Ilhas Salomão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar