22:07 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    Debaixo do continente frio se esconde uma densa manta branca de neve que pode abrigar formas de vida até hoje desconhecidas pelos humanos.

    Trata-se de 14 milhões de km², onde 98% da área está coberta por uma camada de gelo de 1,9 km de espessura.

    A localidade em questão é a Antártida, um dos lugares mais inóspitos do planeta. Por essa mesma razão, a última descoberta se torna ainda mais surpreendente: os cientistas encontraram na região congelante vestígios de vida até então desconhecidos.

    O DNA desses organismos, que ainda não foram identificados, foi encontrado por um grupo internacional de cientistas em cavernas subterrâneas localizadas nas proximidades do vulcão ativo mais meridional da Terra — no monte Erebus.

    Calor na Antártida

    Os cientistas esperam que uma investigação mais completa permita descobrir novas espécies. Pelo menos essas são as hipóteses de Ceridwen Fraser, especialista da Universidade Nacional da Austrália (Canberra) e coautora do estudo publicado na revista acadêmica "Polar Biology" (Biologia Polar). Segundo acredita ela, a Antártida poderia abrigar plantas e animais em cavernas subterrâneas onde "pode haver muito calor", com temperaturas de até 25ºC em algumas das cavernas próximas do vulcão citado acima.

    Além disso, a especialista indica que nessa zona existe outro fator vital para a vida: a luz que penetra na entrada do sistema extenso de cavernas. "Em algumas cavernas, a luz se infiltra nos lugares mais profundos quando a capa de gelo é fina", explicou.

    Segunda a cientista, estas condições podem contribuir para a existência de "comunidades inteiras de plantas e animais que vivem debaixo do gelo, desconhecidos por nós".

    Vida debaixo do gelo nos vulcões antárticos

    Os vulcões antárticos podem abrigar vida rica sob gelos. O investigador da Universidade de Waikato (Hamilton, Nova Zelândia) e coautor do citado estudo, Craig Cary, relembra a descoberta de bactérias e fungos nesses vulcões. Nessa conexão, Cary mantém a esperança de que novas descobertas provem que lá "possa também existir plantas e animais mais complexos".

    Ao mesmo tempo, outra participante do estudo, Laurie Connell, investigadora da Universidade de Maine (EUA), supõe que a existência de organismos vivos nas cavernas "abre a porta para um novo e emocionante mundo".

    Mais:

    Mapa extraordinário: Antártida sem gelo e habitada por extraterrestres? (FOTOS)
    Novo iceberg surge na Antártida, quais serão as consequências?
    Iceberg gigante está 'nascendo' na Antártida
    Rios causarão desaparecimento das camadas de gelo da Antártida (VÍDEO)
    Tags:
    estudo, descoberta, investigação científica, animais, plantas, vida, DNA, gelo, caverna, Antártida
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar