03:19 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Plataforma para lançamento de foguetes no âmbito do programa Sea Launch no Pacífico

    Cosmódromo Sea Launch será adaptado para operar o foguete russo em vez do ucraniano

    © flickr.com/ Daniel Ramirez
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    185990

    A modernização do cosmódromo flutuante Sea Launch para o tornar compatível com o novo foguete Soyuz-5, ao invés do ucraniano Zenit 3SL, pode ser realizada por encomenda da companhia S7 pelo Centro de Exploração da Infraestrutura Espacial Terrestre (CEIET), informou à Sputnik a chefe da entidade Rano Dzhuraeva.

    "É que o complexo do cosmódromo Sea Launch foi criado por nós, e ninguém além de nós o adaptará de forma devida", destacou Dzhuraeva.

    Segundo ela, assim que acabarem os trâmites de verificação dos requisitos técnicos, o trabalho será iniciado. "Suponho que os novos donos do cosmódromo marítimo estejam dispostos a seguir em diante e a lançarem o novo foguete a partir dele. Nós, como empresa empreiteira, podemos levar a cabo a modernização necessária para efetuar os lançamentos do Soyuz-5", assegurou Dzhuraeva.

    Soyuz-5 é um foguete de classe média, desenvolvido na Rússia para substituir os foguetes ucranianos Zenit. O foguete portador será capaz de colocar em órbita terrestre baixa até 17 toneladas de carga útil.

    Em junho, foi anunciado que o foguete portador Soyuz-5 será ajustado ao máximo aos lançamentos, inclusive a partir do cosmódromo flutuante Sea Launch.

    Mais:

    Rússia anuncia data de lançamento do seu foguete superpesado
    Lançamento do primeiro foguete de produção privada japonês resulta em fracasso (FOTOS)
    Tags:
    foguete-portador, lançamento espacial, cosmódromo, Soyuz, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik