09:37 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Nave espacial Soyuz MS-05 na posição vertical na plataforma de lançamento no Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, na quarta-feira, 26 de julho de 2017. O engenheiro de voo da Expedição 52, Sergei Ryazanskiy, da Roscosmos, o engenheiro de voo Randy Bresnik da NASA e o engenheiro de vôo Paolo Nespoli da ESA (Agência Espacial Europeia), estão programados  para lançar para a Estação Espacial Internacional de bordo da nave espacial Soyuz do Cosmódromo de Baikonur em 28 de julho.

    Com novo foguete lançador russo Soyuz-5 colocação de satélites em órbita será mais barata

    © NASA. Joel Kowsky
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    471

    De acordo com o diretor-geral da Corporação Estatal de Atividades Espaciais da Rússia Roscosmos, Igor Komarov, o novo foguete lançador Soyuz-5 terá procura no mercado internacional tornando mais barata a colocação dos satélites em órbita.

    "Esperamos que o foguete terá demanda e vá baratear a colocação da carga útil", afirmou Komarov no fórum EXÉRCITO 2017.

    A Roscosmos também planeja realizar 25 lançamentos neste ano, acrescentou Komarov.

    "Definitivamente, vai haver uma tendência para aumento dos lançamentos. Tivemos 11 lançamentos este ano e até o fim do ano acho que aumentaremos o número total até 25", assegurou.

    A corporação espacial russa levou a cabo 19 lançamentos em 2016.

    A Rússia sedia o show militar EXÉRCITO 2017, que terá início a 22 e terminará em 27 de agosto, e onde serão expostas as inovações e avanços em alta tecnologia na área militar. O fórum contará com a presença de mais de 300 representantes de ministérios da Defesa estrangeiros, avançou o titular da pasta da Defesa russo, Sergei Shoigu.

    Mais:

    Novo foguete Soyuz 5 poderá receber motor de 1.000 toneladas de empuxo
    Defesa da Rússia envia à órbita um satélite militar (VÍDEO)
    China se torna a primeira a transmitir dados a partir de satélite de comunicação quântica
    Tags:
    foguete-portador, EXÉRCITO 2017, Ministério da Defesa Russo, Agência Espacial Federal, Roscosmos, Igor Komarov, Sergei Shoigu, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar