23:29 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Planeta Marte

    'Desde montes até grãos de areia': NASA lançará missão para buscar vida em Marte

    CC0 / NASA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 11

    A missão espacial da NASA Marte 2020 é destinada a revelar se Marte abrigou vida no passado ou não.

    A missão irá utilizar os mesmos métodos que se utilizam na Terra para encontrar os restos da vida mais antiga do planeta, afirmou um dos cientistas da equipa, Ken Williford, durante a conferência sobre o futuro da missão realizada em Paris.

    Os novos métodos científicos utilizados para procurar as evidências mais antigas da vida na Terra são um grande passo em frente quanto à detecção de bioformas (as evidencias mais antigas de vida), explica Williford citado por Science Daily.

    Um dos instrumentos principais da Marte 2020 é o uso de raios X por fluorescência e espectroscopia para definir a composição elementar, mineral e orgânica das rochas.

    Williford assegurou que estas novas técnicas permitirão explorar o Planeta Vermelho à escala telescópica e microscópica: "Desde os montes até aos grãos de areia."

    Espera-se que a missão de 2020 recolha fragmentos da superfície do planeta cuja análise na Terra contribua para o objetivo da missão.

    "Marte 2020 representa o primeiro passo decisivo para analisar fragmentos do Planeta Vermelho na Terra. Nosso objetivo é recolher com a nossa estação uma série amostras variadas com o melhor potencial para mostrar as etapas de evolução de Marte — inclusivamente a presença de vida que possa ter havido lá", sublinhou.

    Mais:

    NASA mostra como o maior asteroide na história se aproximará da Terra (VÍDEO)
    Por que o próximo eclipse solar é tão importante? A NASA explica
    Que experimento fará NASA durante eclipse solar?
    Descoberta inexplicável em Marte deixa os astrônomos perplexos
    Tags:
    rocha, Planeta Vermelho, passado, superfície, raios, vida extraterrestre, missão espacial, investigação, NASA, Marte, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar