02:41 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Estação Espacial Internacional (EEI)

    Primeiro satélite russo impresso em 3D começa transmitindo sinais

    © Foto
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    160

    O primeiro satélite russo impresso em 3D, que foi colocado em órbita na quinta-feira durante a saída para o espaço aberto dos astronautas russos Sergei Ryazansky e Fyodor Yurchikhin, começou transmitindo sinais, informa a Universidade Politécnica de Tomsk (UPT).

    "Na sexta-feira, 18 de agosto, às 11:30 (hora de Moscou), o centro estudantil de controle de voos da UPT recebeu e gravou o sinal transmitido pelo satélite ’Tomsk-TPU-120’, colocado em órbita na véspera, após ter sido lançado a partir de bordo da Estação Espacial Internacional", diz o comunicado, especificando que a transmissão do sinal durou 20 minutos.

    "Ouvimos um trecho de uma mensagem de voz em russo. Até fim de agosto vai haver muitas sessões oportunas durante a parte da manhã, quando o sinal é muito bem captado", revela um mestrando da UPT.

    Durante o voo, o satélite vai transmitir para a Terra mensagens gravadas por estudantes em 11 línguas do mundo: russo, tártaro, cazaque, inglês, alemão, francês, espanhol, português, chinês, árabe e hindi.

    Os radioamadores podem receber o sinal na frequência 437,025 MHz. Vários relatos sobre o recebimento do sinal já chegaram da Alemanha, do Japão, da Coreia do Sul, assim como de diversas cidades russas. O satélite foi lançado a fim de experimentar a tecnologia de criação de aparelhos espaciais supercompactos com peso não superior a 100 kg e de testar o equipamento em condições do voo autônomo a partir da órbita mínima de 400 km, receber imagens da superfície terrestre, assim como dados dos aparelhos instalados no satélite. As fotos e os vídeos serão guardados nos discos rígidos e voltarão para a Terra na nave espacial Soyuz MS-04.

    Satélite Tomsk-TPU-120 é o primeiro aparelho espacial russo da classe de satélites miniaturizados, com dimensões de 30x11x11 centímetros, criado através de tecnologias 3D na UPT com o objetivo de testar as novas tecnologias de materiais espaciais.

    Mais:

    NASA detecta moléculas necessárias à vida em satélite de Saturno (VÍDEO)
    EUA: lançamento de satélite no Irã viola a Resolução da ONU
    Hora de limpar: Rússia enviará satélite para remover lixo espacial
    Aptidão tecnológica russa: 'piada sobre impressora 3D que se imprimiu deixou de ser piada'
    Tags:
    impressora 3D, experimento, universidade, satélite, EEI (Estação Espacial Internacional), Soyuz, Coreia do Sul, Japão, Alemanha, Tomsk, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar