17:43 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Buraco negro que está arrastrando a matéria da estrela azul na visão de um artista

    Nossa galáxia pode ser casa de quase 100 milhões de buracos negros!

    © Foto: NASA
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20

    Desde há muito tempo, cientistas vinham tentando descobrir a quantidade de buracos negros que pode estar "morando" na Via Láctea.

    O estudo desse assunto foi iniciado quando o Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory, LIGO, sigla em inglês) detectou ondas gravitacionais no espaço-tempo contínuo. As ondas foram produzidas por dois buracos negros, que colidiram, e o tamanho de cada um era maior do que 30 sóis.

    A partir da colisão dos gigantes e surgimento das ondas acima citadas, astrônomos começaram a investigar se buracos negros deste tamanho são comuns e se eles se chocam com frequência ou não.

    Segundo declarou o investigador da Universidade da Califórnia, James Bullock, possuímos um bom entendimento sobre a população estrelar no universo e distribuição da massa quando nascem, então, podemos presumir quantos buracos negros poderiam ser formados com massa de 100 sóis e quantos com a massa de 10 sóis.

    Além disso, os cientistas queriam saber mais sobre a natureza das ondas gravitacionais.

    A investigação mostra que "somente 0,1 a 1% dos buracos negros já formados" precisam colidir um com outro para produzir tal efeito gravitacional.

    Na opinião de James Bullock, uma nova séria de ondas pode vir a ocorrer em breve: "Se as teorias sobre a evolução de estrelas estiverem corretas, nesse caso, nossos cálculos indicam que colisões de buracos negros, cuja massa é 50 vezes maior do que a do Sol, serão detectadas nos próximos anos."

    Mais:

    Cientistas descobrem primeira galáxia com 2 buracos negros supermaciços
    Disparo tecnológico: China lança telescópio de raios X para estudar buracos negros
    Cientistas descobrem razões de formação de buracos negros
    Os habitantes mais poderosos do Universo: buracos negros podem ter 'dirigido' galáxias
    Tags:
    estrelas, coalisão, ondas gravitacionais, buracos negros, Via Láctea, Universidade da Califórnia, Sol, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik