10:12 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Marte (ilustração)

    Rússia, EUA ou China – quem vai chegar a Marte primeiro?

    CC BY 2.0 / Kevin Gill / Mars
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    10227882

    O chefe de departamento da NASA para voos tripulados William Gerstenmaier reconheceu a informação sobre ausência dos fundos necessários para efetuar um voo a Marte.

    Ele supõe que a NASA pode se focar na exploração da Lua, nomeadamente nas regiões onde há água em forma de gelo.

    "Para realizar um voo de duas pessoas para Marte, é preciso gastar 500 bilhões de dólares. Todo o orçamento da NASA, toda a estrutura estatal dos EUA, incluindo Musk, que está incluído nela, corresponde só a 20 bilhões. Se dividirmos, obtemos 25 anos. A China tem uma quantidade equiparável de dinheiro, mas gasta pouco com estudos espaciais. Se eles (China) enviarem uma pessoa para a Lua, os outros (países) vão começar a agir", acrescentou o chefe do Instituto de Política Espacial russo Ivan Moiseev ao serviço russo da rádio Sputnik.

    De acordo com ele, ninguém possui uma soma suficiente para a exploração de Marte.

    "A China está avançando lentamente, mas está avançando já durante um longo período. Ela enviou o seu primeiro homem ao espaço em 2003 e não diminui seus ritmos, mas os ritmos são lentos. O problema é que temos esperanças demasiadamente grandes nas capacidades do equipamento. Podemos viajar para qualquer lugar: seja para Marte, seja para Plutão, seja para alguma área mais afastada. Sem problemas. Mas quem vai financiar isso? Mas a China é um país muito rico, e ela está financiando pouco a pouco", acredita Ivan Moiseev.

    Mais:

    Marte 2020 e Urano 2030: China apresenta planos ousados para o espaço
    NASA premia construtores de casas em Marte com 200.000 dólares
    Tags:
    voo, opinião, exploração, viagem, espaço, NASA, Marte, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik