05:51 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Um habitat autoinstalável pode salvar às tripulações tempo precioso na instalação de alojamento em locais tão distantes como Marte.

    Cientistas russos querem saber que problemas psicológicos uma viagem a Marte causa

    © Foto: SHEE Project
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3102

    O primeiro entre uma série de experimentos psicológicos projetados para examinar os problemas que podem surgir em astronautas a caminho para Marte começará a ser realizado no Instituto de Problemas Biomédicos (IBMP) da Academia Russa de Ciências em novembro.

    "O IBMP realizará o projeto SIRIUS (Pesquisa Internacional Científica em Estação Terrestre Única na sigla em inglês), que incluirá condições de modelagem de voo interplanetário de longo prazo de uma equipe mista em condições completamente autônomas… Dentro do projeto, uma série de experiências com duração de 14 dias a um ano será conduzida. O primeiro experimento de 14 dias de duração está planejado para ser realizado em novembro de 2017", afirma a declaração.

    O experimento deve demonstrar como uma tripulação de seis pessoas de diferentes países, incluindo duas mulheres, interagiria entre si, sendo quase completamente despojada do contato com a Terra. A dinâmica da liderança, a interação entre gêneros, questões do espaço pessoal, bioquímica e problemas do sistema imunológico devem ser estudadas durante o teste.

    "Para compensar o fenômeno da 'Separação da Terra', novas técnicas psicológicas promissoras serão testadas (particularmente aquelas que utilizam estufas e sistemas virtuais). O ótimo zoneamento da futura estação também será determinado, levando em consideração não só limites técnicos, mas também o conforto da tripulação, permitindo minimizar a tensão psíquica e emocional entre a tripulação durante a missão a Marte", explica o Instituto.

    Além disso, os cientistas planejam entender se a tripulação poderia elaborar de forma independente um plano de ações e adaptá-lo a mudanças às condições externas, bem como estudar com que eficiência eles usariam o potencial de sua nave espacial e equipamento.

    O projeto deve durar de 2017 a 2022. Em 2018, o IBMP planeja realizar duas experiências, uma com duração de quatro meses e outra que deve durar duas ou três semanas. Uma sessão de oito meses deve ser realizada em 2019, e uma simulação de um ano é planejada em algum momento em 2020-2021.

    Mais:

    NASA descobre 'rios' metálicos na atmosfera de Marte
    NASA expõe os problemas que impedem lançamento de nave espacial a Marte
    Marte misterioso: ufólogos encontram criatura extraterrestre em cima da sonda Curiosity
    Enigma do planeta vermelho: NASA faz grande anúncio sobre existência de vida em Marte
    Tags:
    psicologia, Pesquisa Internacional Científica em Estação Terrestre Única, Projeto SIRIUS, Academia Russa de Ciências, Instituto de Problemas Biomédicos, Rússia, Terra, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik