15:35 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Sercanias do grande buraco negro, no coração da galáxia ativa NGC 3783, na constelação sulina do Centauro

    Disparo tecnológico: China lança telescópio de raios X para estudar buracos negros

    © AFP 2017/ EUROPEAN SOUTHERN OBSERVATORY
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1473 0 0

    Na quinta-feira (15), a China lançou ao espaço seu primeiro telescópio espacial de raios X, desenhado para estudar buracos negros, informa a agência Xinhua.

    O Telescópio de Modulação de raios X duros (HXMT, sigla em inglês) foi levado à órbita a uma altitude de 550 km com ajuda do foguete Grande Marcha 4-B, que foi lançado às 11h00 no horário local (00h00, horário de Brasília) a partir da base de lançamento Jiuquan, no deserto de Gobi, informa a agência.

    O telescópio espacial possui capacidades únicas para observar objetos espaciais de elevada energia, tais como buracos negros e estrelas de nêutrons, disse anteriormente o responsável pelo telescópio, Zhang Shuangnan, pesquisador da Academia Chinesa de Ciências. Cientistas chineses esperam que o telescópio ajude a resolver os enigmas da evolução de buracos negros e campos magnéticos fortes das estrelas de nêutrons.

    De acordo com Shuangnan, o telescópio espacial chinês conta com uma maior área de detecção, uma faixa de energia mais ampla e um campo de visão mais vasto quando comparado com equipamentos espaciais de outros países.

    O HXMT funcionará a uma faixa de energia ampla de 1.000 a 250.000 elétron-volts e poderá realizar tarefas, que antes eram realizadas por vários satélites ao mesmo tempo.

    Mais:

    Maior telescópio da história começa a ser construído no Chile
    Inferno ao vivo: encontrado um dos exoplanetas mais quentes do universo
    Tags:
    observação, estrelas, buracos negros, telescópio, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik