15:36 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Na ilha do Rei George, na imensidão do Continente Branco, o pároco de uma pequena igreja ortodoxa reza missa para 30 investigadores russos que trabalham na base científica do país eslavo.

    A ermida da Santíssima Trindade fica junto à estação científica russa de Bellingshausen, é conhecida por ser a igreja ortodoxa mais austral do mundo. O edifício de madeira foi construído na república de Altai, Sibéria, em 2002. Dois anos depois foi transportado até seu destino final e montado em cima de uma pequena colina rochosa, segundo informa a ABC.

    O padre Paladi é pároco neste templo único desde há quatro anos. "A Antártida oferece a oportunidade de nos conhecermos melhor a nós mesmos e de nos aproximarmos muito mais de Deus", comenta.

    Os sacerdotes russos veem por turnos à ilha para viver alguns anos neste lugar, cujas temperaturas podem alcançar os 30 ºC negativos. Paladi o define como "um privilégio".

    A única companhia que podem encontra os investigadores russos no lugar, além dos pinguins e os lobos-marinhos, são duas estações científicas semelhantes com cientistas chilenos e chineses.

    "Depois de quatro anos, estou convencido que a Antártida é um lugar muito especial cuja paisagem fica na memória nos visitantes ao longo de toda sua vida", explica o clérigo.

    A ermida de Santíssima Trindade tem uma estrutura especial para suportar as condições climáticas duras da Antártida. Por exemplo, está presa ao solo com grandes cadeias de ferro para evitar que os ventos fortes que se registram na zona, podendo alcançar uns 150 km por hora, a desloquem.

    "Acredito que este lugar tem uma energia especial. Aqui não há lugar para hipocrisia, a Antártida é pura sinceridade. Então, que esta pequena igreja seja tão poderosa", frisou.

    O templo, com cinco ícones religiosos e o cheiro típico de qualquer igreja ortodoxa, já acolheu dois casamentos, um concluído em 2010 entre dois investigadores russos e outro celebrado uns anos mais tarde entre um cientista chileno e uma cientista russa, informa a mídia.

    Por mais estranho que pareça, na Antártida existem mais seis templos religiosos, mas este é o único dedicado à fé ortodoxa.

    Mais:

    Kadyrov: Expedição ártica chechena desvendou espiões do Ocidente
    Conquista do Ártico: expedição militar russa cobre novos territórios
    Tags:
    igreja ortodoxa, base científica, Antártida, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar