17:05 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Barras de ouro

    Rússia descobre como produzir ouro a baixo custo

    © Sputnik/ Oleg Lastochkin
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    22013130

    Químicos da Rússia e seus colegas chineses desenvolveram uma nova tecnologia de extração de ouro que permite reduzir o custo de extração do metal precioso em 30-40%, relata o serviço de imprensa da Universidade Nacional de Ciência e Tecnologia russo(NUST MISIS).

    "A possibilidade de introduzir nossa tecnologia na produção será afetada pelo custo de uma onça de ouro. Naturalmente, há tecnologias ainda mais eficientes que extraem quase todo o ouro do minério, mas requerem enormes custos, por isso sua introdução não é prática mesmo agora. A nossa tecnologia permite obter 85-90% — esta é a percentagem habitual e mais aceitável", explicou o professor universitário Vadim Tarasov.

    Ao contrário da produção tradicional de ouro, hoje a maior parte deste metal precioso é extraído da Terra não na forma de pepitas ou areia dourada, como era no século XIX e em períodos históricos anteriores, mas por processamento químico de cobre e outros minérios, que contêm ouro.

    Ouro
    © Sputnik/ Alexander Liskin
    Ouro

    O metal é extraído diretamente das rochas com ajuda de água e compostos de ácido cianídrico, que são facilmente combinados com ouro. Esta tecnologia permite retirar quase todo o ouro de minério, mas este processo, segundo o serviço de imprensa da Universidade, é extremamente lento e caro — são necessárias pelo menos 100-120 horas para obter uma onça do ouro (30 gramas do metal), que custará cerca de $800.

    A nova tecnologia é baseada na utilização não só de compostos de cianeto para extrair ouro da rocha, mas também de amônia. A tecnologia funciona quatro a oito vezes mais rápido do que o método clássico e está muito menos exposta a substâncias indesejáveis tal como o cobre, dizem os cientistas. Graças a isso, vai ser mais fácil para os mineiros separar o ouro do cobre e exigirá também menos recursos.

    Esse método, de acordo com o serviço de imprensa da Universidade, já foi testado em uma das minas de ouro no Tajiquistão, onde o minério aurífero contém uma grande quantidade de cobre. Segundo os cientistas, a tecnologia russa conseguiu separar o cobre do ouro, o que não era possível alcançar com métodos ocidentais de extração, e reduziu, em cerca de 5 vezes, o tempo que leva para processar o minério.

    Segundo as estimativas dos cientistas russos, a aplicação deste método é possível em todos os depósitos de minério na Rússia. Além disso, como observa Tarasov, a mesma tecnologia pode ser usada para "extrair" ouro de equipamentos eletrônicos defeituosos e computadores usados.

    Mais:

    Por que compra Rússia mais ouro que todos os outros países juntos?
    Descoberta a maior mina de ouro da história da China
    Criminosos conseguem roubar moeda de ouro de 100 quilos de museu em Berlim
    Alemanha 'toma de volta' 300 quilos de ouro dos Estados Unidos
    Tags:
    metal, minério, recursos, preço, tecnologia, produção, ouro, descoberta, MISiS, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik