03:47 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo de Teste Orbital X-37B, da Força Aérea americana, conectada ao foguete Atlas V, em Cabo Canaveral, na Flórida, EUA

    Ônibus espacial X-37B considerado por muitos como arma do futuro bate recorde no espaço

    © AP Photo / John Raoux
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5610
    Nos siga no

    O supersecreto miniônibus espacial da Força Aérea americana Boeing X-37B acabou de bater seu próprio recorde orbital de 674 dias passados no espaço, sendo que a data de pouso da astronave continua indeterminada.

    A espaçonave robótica Boeing X-37B, também conhecida como Veículo de Teste Orbital (OTV-4) bateu seu próprio recorde, sendo que seu antecessor OTV-3 ficou no espaço por menos um dia.

    A quarta versão do veículo espacial não tripulado X-37B, que parece um ônibus espacial muito pequeno com envergadura de asa de apenas 4,6 metros, foi lançada do Cabo Canaveral (faixa de terra dos Estados Unidos localizada na parte costeira oriental, no estado da Flórida) em maio de 2015.

    O programa da nave espacial foi sempre mantido em alto nível de secretismo, o que levou muitos a crerem que o ônibus pequenino é uma arma espacial do futuro.
    Contudo, os especialistas que observaram seu voo de perto destacam que a astronave é pequena demais e bem desajeitada para ser usada como arma antissatélite.

    A postura oficial da Força Aérea dos EUA quanto à X-37B é de que esta espaçonave é necessária para testar novas tecnologias espaciais reutilizáveis. Em 2010, o perito militar e escritor russo Aleksandr Shirokorad disse que o destino da astronave é garantir uma plataforma de testes para tecnologias que provavelmente sejam usadas em um interceptador espacial do futuro capaz de destruir satélites usando armas cinéticas.

    "As tecnologias testadas no âmbito do programa incluem um guiamento, navegação e controle avançados, sistemas de proteção térmica, aviônica, estruturas e juntas de temperatura elevada, isolamento reutilizável, sistemas de voo eletromecânicos de baixo peso e voo orbital, reentrada e pouso autônomos", afirmou a porta-voz da Força Aérea americana, capitã AnnMarie Annicelli, aos repórteres sem revelar, porém, outros detalhes.

    A Força Aérea continua mantendo silêncio sobre por quanto tempo durará a missão da OTV-4 e onde ela vai aterrissar. Seus antecessores, as três primeiras versões do OTV, passaram 224, 469 e 674 dias no espaço, respetivamente, e aterrissaram na base aérea Vandenberg, na Califórnia.

    ​"A data de pouso será determinada com base no estado de realização das demonstrações do programa orbital e dos objetivos desta missão", disse Annicelli em um e-mail para o portal Space.com.

    Mais:

    Estudante de 17 anos encontra e corrige erro crasso em dados da NASA
    Sonda da NASA encontra 'fontes' de bolhas nos mares de Titã (VÍDEO)
    Em busca de vida alienígena: NASA apresenta robô único para explorar Marte (VÍDEO)
    Tags:
    recorde, órbita, espaço, ônibus, Boeing, Força Aérea dos EUA, Cabo Canaveral, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar